segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Pequeno catecismo da igreja católica - Sugestão

Introdução

Autoria de Luiz Tadeu Dias de Medeiros   
ImageVi algum tempo passado em um jornal católico o seguinte pensamento de um escritor: “Onde a mensagem divina, o Santo Evangelho for anunciado e aceito pelo homem, ai se renova um pedaço deste mundo, aí o coração se liberta e a alma cria nova esperança, porque encontrou a Verdade que é Cristo”.
Este fato tocou-nos o bastante para que puséssemos em prática um projeto de evangelização de adultos, que já vinha sendo maturando deste quando freqüentávamos os Cursos de Reciclagem e Atualização do Sacramento do Batismo e o de Reciclagem para os Ministros Extraordinários da Sagrada Comunhão na Paróquia de São Pedro Pescador (em Manaíra) na cidade de João Pessoa(PB) nos anos de 1999 e 2000, e sentíssemos quão importante é o aprofundamento do católico pelo recebimento das mensagem divinas, vindas do âmago do Santo Evangelho e das Sagradas Escrituras, reforçando em nós as virtudes teologais da fé, da esperança e da caridade.
A primeira experiência se deu no ano de 2001, na Paróquia de Nossa Senhora Aparecida (no Bairro do Jardim 13 de maio) em João Pessoa (PB), através de um Curso Formação Cristã para Adultos e Catecúmenos, que serviria de forma geral como Formação Básica Católica para Adultos, e mais especificamente como: a) Aprofundamento de Adultos Católico nos fundamentos do cristianismo; b) Iniciação dos catecúmenos no mistério da salvação, através da prática dos costumes evangélicos; c) Introdução dos catecúmenos na vida da fé, da liturgia e da caridade do povo de Deus. O público alvo por necessidade levantada pelo Vigário era formado por Jovens e Adultos – com faixa etária acima de 14 anos batizados ou não, priorizando-se também o acolhimento de agentes das diversas pastorais, em especial dos catequistas de crianças e adolescentes.
Uma das primeiras preocupações foi aquela da falta de material bibliográfico apropriado para a programação prevista para o Curso, bem como a metodologia que seria levada adiante, para que se atingisse os objetivos no curto espaço de tempo de 10 a 12 módulos, com uma carga horária de no máximo vinte e cinco horas. Daí é que inspirada na forma de apresentação do livro “Síntese da Doutrina Cristã para Adultos – O CAMINHO de autoria da Província Eclesiástica de Alagoas (Edições Loyola – 9ª Edição), bem como na 2.ª Edição do Catecismo da Igreja Católica (publicado pela Editora Vozes, Edições Paulinas, Edições Loyola e Editora Ave-Maria), organizamos textos de aprofundamentos, que após a maturação conseguida num 2º Curso em 2002 e no deste ano de 2004, pudéssemos chegar a versão que ora apresentamos e constante de dez módulos.
Observe-se ainda que a Igreja Católica no Brasil vive um momento especial de evangelização com o Projeto Nacional de Evangelização – “Queremos ver Jesus – Caminho, Verdade e Vida”, onde o papel de leigos, como no caso do organizador deste “Pequeno Catecismo Católico”, se torna de fundamental importância para o aumento do número de propagadores da “Boa Nova” do Evangelho, cumprindo um dos grandes compromissos do cristão batizado, qual seja o de profetizar.
Entendemos ainda que para o católico leigo se transformar num cristão que tenha como missão ser “sal da terra e luz do mundo” (Mt 5, 13-16), serão necessários três pré-requisitos básicos:
I. Conhecer a Fé Católica – pois não se pode viver a fé sem a conhecer. Também não é possível compartilhá-la com outras pessoas se primeiro não a conhecer (Catecismo da Igreja Católica, 429). Conhecer a fé católica pode exigir algum esforço, mas esse esforço será bem apreciado, pois seu estudo é infinitamente recompensador;
II. Viver a Fé Católica - pois a virtude da fé católica é pública. Isso, contudo, não significa que devemos ficar nos "exibindo" quando saímos de casa. Devemos ser prevenidos, pois ser católico em público envolve risco e até mesmo perdas: algumas portas serão fechadas para nós; podemos perder alguns amigos; poderemos ser considerados pessoas incomuns... Entretanto, como consolação, temos as palavras de Jesus dirigidas àqueles que são perseguidos: "Alegrai-vos e exultai porque grande será a vossa recompensa!" (Mt 5,12).
III. Divulgar a Fé Católica – observemos que Jesus Cristo quer que tiremos todo o mundo do cativeiro levando até ele a Verdade e a Verdade é o próprio Jesus, "caminho, verdade e vida" (Jo 14,6). Divulgar a fé não é tarefa exclusiva dos bispos, padres e religiosos; é uma tarefa entregue a todos os católicos (Catec.Igr.Cat. 905). Pouco antes da sua Ascensão, Nosso Senhor disse aos seus discípulos: "Ide por todo o mundo e fazei discípulos em todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, ensinando-os a observar tudo aquilo que vos ordenei" (Mt 28,19-20).
Logo se queremos observar todos os mandamentos de Jesus, se queremos acreditar em tudo aquilo que Ele pregou, devemos segui-lo em Sua Igreja. Essa é a nossa grande mudança e nosso grande privilégio como leigos e cristãos comprometidos com a causa do Deus Criador, do Cristo Redentor e do Espírito Santo Consolador: Amor... Fé .... Esperança... e Paz...
Por isso é que nessa apresentação termino com a citação feita no documento da Igreja Latino América(777), reunida em 1987 em Puebla, mas ainda tão atual: “Reconhecendo no seio da Igreja latino-americana uma crescente tomada de consciência da necessidade da presença dos leigos na missão evangelizadora, queremos incentivar a tantos leigos que, mediante o seu testemunho de dedicação cristã, contribuem para o cumprimento da tarefa evangelizadora e para apresentar a fisionomia duma Igreja comprometida com a promoção da justiça em nossos povos”.
João Pessoa, Outubro de 2004
Luiz Tadeu Dias Medeiros – Organizador do Pequeno Catecismo Católico