quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Pequeno Catecismo católico. 1 Parte Creio em Deus, Pai todo Poderoso

Pequeno Catecismo católico. 1 Parte Creio em Deus, Pai todo Poderoso

Bem este Pequeno Catecismo Católico, será um quadro novo aqui no Exercito Católico onde teremos varias partes das explicações exatas da Igreja é o conhecimento com Deus. Espero que Aproveitem, pois foi muito bem preparado para atingir a todos os públicos. Que conhecem e os poucos que conhecem a verdadeira Igreja de Cristo.

Neste Quadro de Hoje iremos ver O Inicio do credo aonde vamos nós aprofundar no Inicio da Reza do Credo.

1. Creio em Deus, Pai todo-poderoso

“Ide pelo mundo inteiro e anunciai a Boa Nova a todo criatura” (Mc 16, 15) “Ide pois, fazer discípulos entre todas as noções, e batizai-os em nome do pai, do filho e do espírito santo. Ensinai-lhes a observar tudo o que vos tenho ordenado” (Mt 28, 19-20)

Foi esta missão que Jesus confiou aos seus apóstolos. A Mesma que os apóstolos
transmitem a seus sucessores: a missão da igreja, hoje. A Igreja dá testemunho e anuncia, para que todos possam acreditar em Cristo e na sua Palavra, esperar a plenitude que ele nos prometeu, viver e amar com Ele e como Ele. A Igreja guarda esta tradição sagrada, medita nela com amor e partilha-a com os homens de todos os tempos e de todos os lugares, preservando-os da falsificação e do erro.

O Símbolo dos Apóstolos nasceu na Igreja como resumo fiel da mensagem transmitida pelos apóstolos. Todos que, no dia de seu batismo, são interrogados sobre a fé, professam essas palavras. Em todo o mundo, os cristãos confessam a sua pertença a Deus Pai, a Jesus Cristo, seu Filho e ao Espírito Santo.

Quem Diz “sim” a Deus deve saber a que se compromete. Por isso, é importante que cada cristão aprenda a conhecer e a compreender este texto fundamental da sua fé. Deve saber igualmente o que significa “Crer’’

Os fiéis falam a Deus Procuram palavras que expressem sua grandeza e sua autoridade: O Senhor é Santo, o Senhor é Glorioso, o Senhor é Altíssimo. Prostram-se diante dele e O adoram. Como por exemplo, Moisés – acreditam que um homem que vê Deus face a face morrerá, necessariamente. Mas, ao mesmo tempo, esses homens não têm desejo maior do que contemplar o rosto de Deus. Desejam estar perto Dele, porque crêem que o homem não pode ser feliz se não tiver junto a Deus.

Quando as potências do mal prevalecem, Deus pode parecer-nos, por vezes, impotente. E, no entanto sempre que sentimos faltas nossas forças, continua a ser válida a palavra que o enviado de Deus dirigiu a Abraão que duvidava-aos noventa anos passados – que ia ainda nascer-lhe um filho: “Existe alguma coisa impossível para o SENHOR?” (Gn 18, 14). É a mesma palavra que o anjo dirige a Maria na Anunciação (Lc 1,37).

Espero que tenha gostado do primeiro, em breve a continuação do catecismo católico.
fonte: http://exercitocatolico.blogspot.com/2010/12/pequeno-catecismo-catolico-1-parte.html