sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

PASSAGENS BÍBLICAS DE APOIO AO BATISMO CATÓLICO


(MT 28,18-20) ENSINAMENTOS  E MISSÃO DO BATISMO
18.Mas Jesus, aproximando-se, lhes disse: Toda autoridade me foi dada no céu e na terra. 19.Ide, pois, e ensinai a todas as nações; batizai-as em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. 20.Ensinai-as a observar tudo o que vos prescrevi. Eis que estou convosco todos os dias, até o fim do mundo.
(AT 16,15.29-33) FAMÍLIAS INTEIRAS ,INCLUSIVE CRIANÇAS...
15.Foi batizada juntamente com a sua família e fez-nos este pedido: Se julgais que tenho fé no Senhor, entrai em minha casa e ficai comigo. E obrigou-nos a isso.
29.Então o carcereiro pediu luz, entrou e lançou-se trêmulo aos pés de Paulo e Silas. 30.Depois os conduziu para fora e perguntou-lhes: Senhores, que devo fazer para me salvar? 31.Disseram-lhe: Crê no Senhor Jesus e serás salvo, tu e tua família. 32.Anunciaram-lhe a palavra de Deus, a ele e a todos os que estavam em sua casa. 33.Então, naquela mesma hora da noite, ele cuidou deles e lavou-lhes as chagas. Imediatamente foi batizado, ele e toda a sua família.
(SALMO 50,7(51,7)  E ROM 5,19) PECADO ORIGINAL
SALMO50,7.Eis que nasci na culpa, minha mãe concebeu-me no pecado.
ROM 5,14-20
 14.No entanto, desde Adão até Moisés reinou a morte, mesmo sobre aqueles que não pecaram à imitação da transgressão de Adão (o qual é figura do que havia de vir). 15.Mas, com o dom gratuito, não se dá o mesmo que com a falta. Pois se a falta de um só causou a morte de todos os outros, com muito mais razão o dom de Deus e o benefício da graça obtida por um só homem, Jesus Cristo, foram concedidos copiosamente a todos. 16.Nem aconteceu com o dom o mesmo que com as conseqüências do pecado de um só: a falta de um só teve por conseqüência um veredicto de condenação, ao passo que, depois de muitas ofensas, o dom da graça atrai um juízo de justificação. 17.Se pelo pecado de um só homem reinou a morte (por esse único homem), muito mais aqueles que receberam a abundância da graça e o dom da justiça reinarão na vida por um só, que é Jesus Cristo! 18.Portanto, como pelo pecado de um só a condenação se estendeu a todos os homens, assim por um único ato de justiça recebem todos os homens a justificação que dá a vida. 19.Assim como pela desobediência de um só homem foram todos constituídos pecadores, assim pela obediência de um só todos se tornarão justos. 20.Sobreveio a lei para que abundasse o pecado. Mas onde abundou o pecado, superabundou a graça. 21.Assim como o pecado reinou para a morte, assim também a graça reinaria pela justiça para a vida eterna, por meio de Jesus Cristo, nosso Senhor.

(AT 10,47-48) INGRESSO NA IGREJA
47.Então Pedro tomou a palavra: Porventura pode-se negar a água do batismo a estes que receberam o Espírito Santo como nós? 48.E mandou que fossem batizados em nome de Jesus Cristo. Rogaram-lhe então que ficasse com eles por alguns dias.


(São Mateus 3,7)
Ao ver, porém, que muitos dos fariseus e dos saduceus vinham ao seu batismo, disse-lhes: Raça de víboras, quem vos ensinou a fugir da cólera vindoura?
 (São Mateus 21,25)
Donde procedia o batismo de João: do céu ou dos homens? Ora, eles raciocinavam entre si: Se respondermos: Do céu, ele nos dirá: Por que não crestes nele?

(São Marcos 1,4)
João Batista apareceu no deserto e pregava um batismo de conversão para a remissão dos pecados.
 (São Marcos 10,38)
"Não sabeis o que pedis, retorquiu Jesus. Podeis vós beber o cálice que eu vou beber, ou ser batizados no batismo em que eu vou ser batizado?"
 (São Marcos 10,39)
"Podemos", asseguraram eles. Jesus prosseguiu: "Vós bebereis o cálice que eu devo beber e sereis batizados no batismo em que eu devo ser batizado.
 (São Marcos 11,30)
O batismo de João vinha do céu ou dos homens? Respondei-me."
 (São Lucas 3,3)
Ele percorria toda a região do Jordão, pregando o batismo de arrependimento para remissão dos pecados,
 (São Lucas 7,29)
Ouvindo-o todo o povo, e mesmo os publicanos, deram razão a Deus, fazendo-se batizar com o batismo de João.
 (São Lucas 7,30)
Os fariseus, porém, e os doutores da lei, recusando o seu batismo, frustraram o desígnio de Deus a seu respeito.
 (São Lucas 12,50)
Mas devo ser batizado num batismo; e quanto anseio até que ele se cumpra!
 (São Lucas 20,4)
Respondei-me: o batismo de João era do céu ou dos homens?
 (Atos dos Apóstolos 1,22)
a começar do batismo de João até o dia em que do nosso meio foi arrebatado, um deles se torne conosco testemunha de sua Ressurreição.
(Atos dos Apóstolos 8,12)
Mas, depois que acreditaram em Filipe, que lhes anunciava o Reino de Deus e o nome de Jesus Cristo, homens e mulheres pediam o batismo.
 (Atos dos Apóstolos 10,37)
Vós sabeis como tudo isso aconteceu na Judéia, depois de ter começado na Galiléia, após o batismo que João pregou.
 (Atos dos Apóstolos 10,47)
Então Pedro tomou a palavra: Porventura pode-se negar a água do batismo a estes que receberam o Espírito Santo como nós?
 (Atos dos Apóstolos 13,24)
João tinha pregado, desde antes da sua vinda, o batismo do arrependimento a todo o povo de Israel.
| (Atos dos Apóstolos 18,25)
Era instruído no caminho do Senhor, falava com fervor de espírito e ensinava com precisão a respeito de Jesus, embora conhecesse somente o batismo de João.
 (Atos dos Apóstolos 19,3)
Então em que batismo fostes batizados?, perguntou Paulo. Disseram: No batismo de João.
 (Atos dos Apóstolos 19,4)
Paulo então replicou: João só dava um batismo de penitência, dizendo ao povo que cresse naquele que havia de vir depois dele, isto é, em Jesus.
 (Atos dos Apóstolos 22,16)
E agora, por que tardas? Levanta-te. Recebe o batismo e purifica-te dos teus pecados, invocando o seu nome.

 (Romanos 6,4)
Fomos, pois, sepultados com ele na sua morte pelo batismo para que, como Cristo ressurgiu dos mortos pela glória do Pai, assim nós também vivamos uma vida nova.
 (Efésios 4,5)
Há um só Senhor, uma só fé, um só batismo.
 (Efésios 5,26)
para santificá-la, purificando-a pela água do batismo com a palavra,
 (Colossenses 2,12)
Sepultados com ele no batismo, com ele também ressuscitastes por vossa fé no poder de Deus, que o ressuscitou dos mortos.
(Tito 3,5)
E, não por causa de obras de justiça que tivéssemos praticado, mas unicamente em virtude de sua misericórdia, ele nos salvou mediante o batismo da regeneração e renovação, pelo Espírito Santo,
 (Hebreus 6,2)
a doutrina dos vários batismos, da imposição das mãos, da ressurreição dos mortos e do julgamento eterno.
 (Hebreus 10,22)
acheguemo-nos a ele com coração sincero, com plena firmeza da fé, o mais íntimo da alma isento de toda mácula de pecado e o corpo lavado com a água purificadora (do batismo).

 (I São Pedro 3,21)
Esta água prefigurava o batismo de agora, que vos salva também a vós, não pela purificação das impurezas do corpo, mas pela que consiste em pedir a Deus uma consciência boa, pela ressurreição de Jesus Cristo.
LEIA TAMBÉM:
MC 1 ,8-10 ; AT 2, 3-4; AT 16,31; EF 4 ,30; EF 4,25; 1 COR 12,13; 1 COR 6,19 ; HEB 13,17...
TODAS ESTAS ESCRITURAS DÃO FUNDAMENTO AO BATISMO CATÓLICO
CATECISMO:
§1234
O significado e a graça do sacramento do Batismo aparecem com clareza nos ritos de sua celebração. É acompanhando, com uma participação atenta, os gestos e as palavras desta celebração que os fiéis são iniciados nas riquezas que este sacramento significa e realiza em cada novo batizado.

A necessidade do Batismo
§1257
O Senhor mesmo afirma que o Batismo é necessário para a salvação. Também ordenou a seus discípulos que anunciassem o Evangelho e batizassem todas a nações. O Batismo é necessário, para a salvação, para aqueles aos quais o Evangelho foi anunciado e que tiveram a possibilidade de pedir este sacramento. A Igreja não conhece outro meio senão o Batismo para garantir a entrada na bem-aventurança eterna; é por isso que cuida de não negligenciar a missão que recebeu do Senhor, de fazer "renascer da água e do Espírito" todos aqueles que podeis ser batizados. Deus vinculou a salvação ao sacramento do Batismo, mas ele mesmo não está vinculado a seus sacramentos.
§2156

O nome cristão
O sacramento do Batismo é conferido "em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo" (Mt 28,19). No Batismo, o nome do Senhor santifica o homem, e o cristão recebe seu próprio nome na Igreja. Este pode ser o de um santo, isto é, de um discípulo que viveu uma vida de fidelidade exemplar a seu Senhor. O "nome de Batismo" pode também exprimir um mistério cristão ou uma virtude cristã. "Cuidem os pais, os padrinhos e o pároco para que não se imponham nomes alheios ao senso cristão."