segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

DESCANÇAR EM DEUS!

Descansar em Deus!

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010


"Mas ele foi castigado por nossos crimes, e esmagado por nossas iniqüidades; o castigo que nos salva pesou sobre ele; fomos curados graças às suas chagas." (Isaías 53,5)

"Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve."(Mateus 11,28-30)

Salve Maria!


Caríssimos, hoje venho partilhar com vcs um pouco daquilo que faço em minha vida espiritual. Existem ocasiões na vida da gente que a coisa parece estar tão difícil, tão oprimida, tão complicada que nem ao menos conseguimos elevar um olhar que seja a Deus, quanto mais recitar orações... acho que todo mundo já deve ter passado por estes momentos... e confesso que esta situação sempre me entristeceu, pois justo naquelas horas que mais preciso de "colo" não conseguia me colocar em oração, não conseguia desagitar, não conseguia ter fé... era um flagelo! É a noite escura da alma!


Tenho em meu quarto um Crucifixo lindo, mas que por causa da idade já tem algumas "imperfeições", algumas escoriações do tempo. E são estas pequenas machucaduras que faz do meu Crucifixo algo ainda mais valioso para mim, pois consigo através dele imaginar Cristo na Cruz verdadeiramente.


Numa certa ocasião de imensa aflição que eu estava vivendo, comecei a olhar para o meu Crucificado, ... eu estava aos pedaços... lembrei-me então "fomos curados graças as suas chagas"... uma certa vergonha me tomou, pois eu então entendi que tudo aquilo que me causava aflição também estava lá pregado na Cruz, também estava fazendo o Corpo Santo de Cristo sofrer... quanta vergonha eu sentia pensando nisto.


Estranho foi que a medida que eu ía pensando que meu sofrimento era o sofrimento de Cristo eu sentia a minha angústia diminuir... então, recordei-me também que Jesus também tinha dito "Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei", mas como é difícil aproximar de Cristo na Cruz... muito mais fácil no Santíssimo Sacramento, muito mais fácil em outros versículos Bíblicos, mas ir até Cristo na Cruz é algo estranhamente bom e terrível ao mesmo tempo... ali está descaradamente o meu pecado e o amor de Deus, algo que me desconcerta muito! Mas naquela hora em que minha alma sofria tanto tive mais ousadia e me aproximei de Jesus na Cruz, no meu Crucifixo. Na solidão do meu quarto, ajoelhei-me e em prantos comecei a pregar na Cruz todo meu sofrimento. Tudo que naquela hora me fazia sofrer eu ía dando para Jesus e aquela aflição, aos poucos, não me pertencia mais, não era minha, agora era de Deus!


Ainda me sentindo culpada pedi perdão a Cristo, mas confessei a Ele que não conseguia mais levar aquele fardo, que eu precisava de ajuda. Não sei falar quanto tempo eu fiquei assim a recordar tudo que me assolava e ao mesmo tempo entregando a Cristo... eu dizia assim: "Este momento tal..., esta hora triste..., aquela palavra que me ofendeu tanto..., aquele resultado que eu não esperava..., tudo isto não é mais minha dor é sua meu Cristo! Eu não consigo sequer rezar um Pai-Nosso! Que vergonha por tudo isto, mas eu preciso do Senhor, meu fardo agora é seu, preciso descansar em Ti! Preciso descansar em Deus!


E de fato descansei...


Então o que aconselho é isto, quando vc estiver vivendo a fraqueza e limitações de sua humanidade, quando sua alma estiver numa "noite escura" corra para a Cruz de Cristo. Não precisa falar, não precisa rezar... não neste momento, apenas entregue a Deus o seu fardo! Nesta hora será vc e Deus, mais ninguém!


Que Deus nos guarde de todo o mal.

Alma de Cristo

 
Alma de Cristo, santificai-me.
Corpo de Cristo, salvai-me.
Sangue de Cristo, inebriai-me.
Agua do lado de Cristo, purificai-me.
Paixão de Cristo, confortai-me.
Ó bom Jesus, ouvi-me.
Dentro de vossas Chagas, escondei-me.
Não permitais que eu me separe de vós.
Do inimigo maligno, defendei-me.
Na hora de minha morte, chamai-me.
E mandai-me ir para vós,
Para que eu, com vossos Santos, vos louve
por todos os séculos dos séculos.


Amém.