sexta-feira, 16 de julho de 2010

SANTA MARIA MADALENA - A mulher que muito amou


A mulher que muito amou

Durante seu ministério, Jesus realizou inúmeras curas físicas, espirituais, libertações e, através Dele, muitos puderam experimentar a graça divina e, dentre estas pessoas, encontrava-se Maria de Magdala, uma pecadora pública que vivia entregue às concupiscências da carne, que corrompiam por completo seu corpo e espírito.

Porem, um dia esta mulher devastada pelo pecado, que era desprezada por toda a sociedade, teve sua vida profundamente tocada por Cristo, em um encontro real e pessoal com o amor e misericórdia sem fim.

Jesus realizou em Maria uma obra completa, pois, não somente curou-a moral e espiritualmente, livrando-a de sete demônios e libertando-a da cadeia na qual o pecado lhe aprisionara, mas também, mais importante que isto, através de seu Amor Esponsal, reordenou por inteiro a vida desta mulher, que passaria a ser a sua mais fiel seguidora e discípula.

Ao abandonar-se livremente aos pés do Mestre, lavando-os com suas lágrimas e enxugando-os com seus cabelos, Maria humildemente declarou ao mundo seu total e perfeito arrependimento, reconhecendo Jesus como o Senhor de sua vida, pôde experimentar esta profunda experiência com a misericórdia divina, que, quanto mais ama, mais perdoa, não importando o tamanho do pecado, mas o desejo sincero de regeneração, de seguir uma vida de santidade, não por si mesmo, mas por gratidão e amor a Deus.

A conversão de Madalena é a total correspondência ao Amor Esponsal, pois, tendo o coração inflamado deste amor apaixonado, urgente, que tudo deixa para seguir o Amado, alcançou a mudança definitiva, deixando a vida velha para trás, no intuito de continuar servindo ao seu Rabôni, contemplando-o, escutando seus ensinamentos, ungindo-o com óleos e perfumes, estreitando sua amizade e intimidade com Cristo, sempre aos seus pés, aos pés de sua cruz e, finalmente, aos pés do Ressuscitado.

Também nos importa saber que muito se tem especulado sobre o relacionamento que Jesus e Madalena tiveram, teses e mais teses maldosas e mirabolantes teimam em querer fantasiar e deturpar esta linda amizade e intimidade entre o Salvador do mundo e a pecadora arrependida, em uma visão contaminada da realidade imaculada vivida por Maria e Cristo, muitos desejam encontrar sentimentos puramente mundanos e carnais nesta relação sobre-humana de amor, chegando ao cúmulo de falsamente afirmar que os dois casaram-se e geraram um herdeiro, que teria perpetuado secretamente a descendência de Cristo na terra até os dias de hoje, o que é uma tremenda heresia.

É preciso esclarecer que Jesus é o "Esposo que espera ansioso pelas almas esposas escolhidas pelo Pai, para, seguindo-O incondicionalmente, dar continuidade à sua 'descendência', para formar o povo de Deus enraizado na oração profunda"(Escritos;Amor Esponsal, 05), sendo esta referida 'descendência' de cunho espiritual, relacionada ao seguimento de seus ensinamentos, assim, Jesus é o Esposo da Igreja e o Esposo das almas de todos aqueles que, participando da Igreja Militante de Cristo (Igreja deste mundo) consomem sua vida em fazer sua vontade por inteiro, fazendo-se anunciadores de suas Palavras de vida eterna, aguardando ansiosos pelo dia no qual festejaremos as Bodas do Cordeiro de Deus, ao alcançarmos a graça de ingressar na Igreja Triunfante do Pai, que é o Céu.

Cristo desposou toda a humanidade através da morte de cruz, unindo-se a cada um esponsalmente, definitivamente, ofertando a sua vida como só um Esposo é capaz de entregar por sua Esposa amada, assim, Madalena é também alma esposa de Cristo, porque entregou-se por completo ao serviço e adoração a Jesus, em um perfeito Amor Esponsal e espiritual e não simplesmente um amor eros, mundano, carnal e imperfeito, um amor divino que transcende o entendimento humano, este mesmo amor que cada cristão é chamado a vivenciar pela escolha de Cristo de nos fazer a todos suas almas esposas, quer sejamos leigos, consagrados, casados, celibatários, homens, mulheres, jovens e velhos, todos somos chamados para este fim.

Esta é a experiência que Jesus nos chama hoje a viver: como Maria Madalena, tornar-nos almas esposas do Esposo, humildemente mergulhar por inteiro em sua misericórdia, tudo ofertar ao Amado, embora este tudo sejam apenas lágrimas de arrependimento e dor por ter traído, através do pecado, a este Amor. Através do Espírito Santo, deixar-se seduzir por este Amor Esponsal que nos impulsiona a consumir nossa própria vida pelo Ressuscitado que passou pela cruz, Esposo amado da Igreja, caminho único para a vida eterna na glória de Deus Pai.

Maria é exemplo perfeito de que "onde abundou o pecado, superabundou a graça" (Rom 5,20) e foi santa não por nunca ter caído, mas porque, auxiliada pelo Espírito de Deus, levantou-se definitivamente para abraçar a vida de santidade, morrendo para o mundo, renasceu em espírito, a fim de corresponder dignamente ao Amor Esponsal de Jesus, tendo seus pecados perdoados porque, de fato, genuinamente muito amou, renunciou a si mesma para ser testemunha viva, até hoje, das maravilhas que o Senhor tem reservadas para cada um que se abandona aos seus pés, reconhecendo-se fraco, pecador e necessitado de sua infinita misericórdia.

Pela intercessão de Santa Maria Madalena, que Deus te abençoe e Nossa Senhora te guarde.


FONTE; ENVIADA POR NOSSA COLABORADORA ANA PAULA