domingo, 22 de setembro de 2013

Idolatria & Imagens - Série Apologética





É muito comum hoje em dia, nós Católicos sermos atacados pelos protestantes de
‘’Idolatras’’. Creio eu que esse é o nome que mais os protestantes chamam os
Católicos. Porque isso? Simples... Porque nós Católicos temos em nossa Igreja, imagens de Santos e de Anjos. Acusam também porque nos ajoelhamos diante das imagens. Bom será mesmo que a acusação protestante tem lógica? Vamos analisar primeiramente o significado da palavra ‘’Idolatria’’.

- Idolatria: Idolatria é formada por duas palavras: ‘’eidolon’’ (ídolo) e ‘’latreia’’ (adoração).

Aqui podemos ver claramente que Idolatria significa adorar um ídolo; e o que é um ídolo? Vejamos:

-Ídolo: É uma estátua que representava um deus ou deusa – ‘’ os povos antigos adoravam muitos ídolos.

Podemos ver até aqui que Ídolo é uma imagem que representa um ‘’deus’. E o que é verdadeiramente Adoração? Vejamos:

- Adoração: Adorar é elevar algo acima de tudo. Quando gosto excessivamente de algo ao ponto de elevar aquilo acima de todas as coisas, isso significa adorar.

Como acabamos de ler, Idolatria significa a adoração a um Ídolo, ou seja, adorar uma imagem ou uma divindade, elevar algo ou alguém acima de tudo.

Sabemos que verdadeiramente a Bíblia proíbe a Idolatria, proibi-se na Bíblia a confecção de imagens, podemos citar aqui alguns exemplos: Lv 26,1; Dt 7,25; Sl 97,7; Sl 115; Ex 20,1-4. Todas essas passagens condenam a fabricação de Imagens de Ídolos, ou seja, de imagens que representam ‘’deuses’’, que não é o verdadeiro Deus.

Da mesma forma que a Bíblia condena a fabricação dessas Imagens, a mesma Sagrada Escritura nos mostra que nem todas as imagens são proibidas. Vejamos aqui alguns exemplos: Ex 25,17-22; 37,7-9; 41,18; Nm 21,8-9; 1Rs 6,23-29.32; 7,26-29.36; 8,7; 1Cr 28,18-19; 1Sm 4,4 e etc.

Deus que é Onisciente, não poderia estar em contradição. Pois se toda imagem representasse um ídolo, Deus era contraditório, por ter proibido as imagens em certa hora e em outro momento ter permitido. Analisando cuidadosamente, percebemos que Deus está nos mostrando que o que é proibido são imagens de ‘’deuses’’ criados pelos homens.
O que nós Católicos temos para com os Santos e Anjos, é uma Veneração, um respeito, uma honra. Vamos analisar o que significa então veneração:
3
-Veneração: Do grego δουλια, "douleuo" ou "dulia", que significa "HONRAR”, Respeitar,
Muitas pessoas dizem que devemos dar toda honra a Deus, e que os Santos não merecem Honra. É verdade que devemos dar Honra só a Deus, mas que tipo de Honra? Honra de Adoração. Somente Deus é digno de Receber Honra de Adoração, isso é fato. Mas é bom saber que nem toda honra significa adoração. Existe a honra de veneração, ou seja, respeito. Vamos analisar, até mesmo na Bíblia que devemos honrar os Santos, e as pessoas. Vejamos:

A veneração é uma forma respeitosa de “CONSIDERAR, LEMBRAR E IMITAR” os nossos
guias da fé. (Hb 13,7)
“GLÓRIA, HONRA E PAZ para todo aquele que pratica o bem" (Rm 2,10).
‘’ HONRA as viúvas que são realmente viúvas’’ (1 Timóteo 5,3)
‘’HONRA teu pai e tua mãe, amarás teu próximo como a ti mesmo’’ (Mateus 19,19).
Aqui vimos que nem toda Honra significa adoração. Os protestantes querem se colocar no lugar de Deus, ao julgar o Católico de Idolatria, pois, sabemos que a adoração não é um gesto e sim um sentimento. Um sentimento que brota do coração e não de um gesto, adorar não é beija, se prostrar ou qualquer gesto. Adorar é ter um sentimento que eleve algo ou alguém acima de tudo.
É muita ignorância da parte dos protestantes afirmarem que somos idolatras porque nos ajoelhamos diante de imagens e de pessoas. Na própria Bíblia que eles tanto dizem viver, nos mostra a diferença de Adoração (Latria) e o culto de Veneração (Dulia).
Ajoelhar-se também é um sinal de reverência e veneração. Os súbitos devem prestar
veneração pelos Reis, ou por uma autoridade suprema. O filho pelos pais, os alunos pelos professores e os discípulos pelo mestre. Tudo isso está em conformidade com a ordem estabelecida por Deus. Vejamos alguns exemplos na Sagrada Escritura:


"Pela terceira vez, mandou o rei [Ocozias da Samaria] um chefe com os seus cinquenta homens, o qual, chegando a onde estava Elias, pôs-se de joelhos e suplicou-lhe, dizendo: Peço-te, ó homem de Deus, que a minha vida tenha algum valor aos teus olhos e a destes cinquenta homens teus servos " (2Rs 1,13).
Na passagem acima um mensageiro do Rei Ocozias da Samaria põe-se de joelhos diante do Profeta Elias. Por que faz isso? Para suplicar-lhe que permita viver com seus cinquenta companheiros de viagem, pois antes Elias mandou vir fogo do céu sobre duas equipes anteriores. O ato de súplica não é um ato de adoração, mas de humildade, de rebaixamento, onde se reconhece no outro sua superioridade ou seu poder de atender-lhe um pedido.
Sabemos que toda Imagem representa o que nela está. O próprio Jesus Cristo nos ensina isso com muita maestria na passagem de Lucas 20,24-25, quando diz que a moeda pertence a César porque na moeda tinha sua imagem.
Os protestantes usam a seguinte passagem para tentar anular a fabricação de imagens:
‘’Para que não vos corrompais, e vos façais alguma imagem esculpida na forma de
qualquer figura, semelhança de homem ou mulher’’
(Deuteronômio 4:16)

4
Os protestantes usando essa passagem esquecem de ler o versículo anterior, vejamos do que se trata essa proibição:

‘’Guardai, pois, com diligência as vossas almas, pois nenhuma figura vistes no dia em que o Senhor, em Horebe, falou convosco do meio do fogo’’
(Deuteronômio 4:15)

O versículo 16 desse capítulo  4 de Deuteronômio só pode ser entendido se lermos o versículo
15. Quando está escrito que ‘’Não viste FIGURA ALGUMA’’ refere-se a Deus. Ninguém havia visto Deus, por isso Ele não queria ser confundido com nenhuma imagem. Somente no Novo Testamento, Deus se revela como uma IMAGEM HUMANA EM CRISTO veja: ‘’[...] Cristo, que é a IMAGEM DE DEUS’’ (II Coríntios 4,4).

Mas os protestantes podem insistir em atacar-nos. Vamos ver uma acusação protestante, e logo em seguida nossa resposta:
-ACUSAÇÃO:
AJOELHAR DIANTE DE ALGUÉM É IDOLATRIA!!!
Pedro reprendeu Cornélio por ter se ajoelhado diante dele. (At 10,25-26)


-RESPOSTA:
Pedro repreendeu Cornélio, porque este se ajoelhou para ADORA-LO; (At 10,25)
Ou seja, Cornélio queria igualar Pedro a Deus, E PEDRO NEGOU SUA ADORAÇÃO.
O ato de se ajoelhar não pode ser confundido com uma adoração, pois no mesmo Livro o carcereiro se prostra diante de Paulo e Silas, e não foi repreendido, POIS ELE ESTAVA APENAS VENERANDO.


At 16:27-31: “E, acordando O CARCEREIRO, e vendo abertas as portas da prisão[...]E, pedindo luz, saltou dentro e, todo trêmulo, SE PROSTROU ANTE PAULO E SILAS”
-ACUSAÇÃO:
O ANJO REPREENDEU JOÃO por se ajoelhar (Ap 19,10).


-RESPOSTA:
O anjo repreendeu João, porque este se ajoelhou para ADORA-LO; (Ap 19.10)
Ou seja, João queria igualar o anjo a Deus, E O ANJO NEGOU SUA ADORAÇÃO.
PROSTRAR “katákoitos” NÃO É o mesmo que ADORAR “latreía”,


5
A Bíblia está cheia de exemplos;
No ANTIGO TESTAMENTO, Davi e Balaão se prostraram DIANTE DE UM ANJO e não foram repreendidos, pois eles estavam o VENERANDO,(1Cr 21:16; Num 22:31)
Sabemos que a Doutrina da Igreja Católica está escrita no Catecismo da Igreja Católica. Vamos ver o que realmente a Igreja Católica ensina em relação à Adoração:


-Catecismo da Igreja Católica, Parágrafo 2096 diz:
‘’A adoração é o primeiro ato da virtude da religião. Adorar a Deus é reconhecê-lo como Deus, como o Criador e o Salvador, o Senhor e o Dono de tudo o que existe, o Amor infinito e misericordioso. "Adorarás o Senhor, teu Deus, e só a Ele prestarás culto" (Lc 4,8), diz Jesus, citando o Deuteronômio (6,13)’’.
-Catecismo da Igreja Católica, Parágrafo 2628 diz:
A adoração é a primeira atitude do homem que se reconhece criatura diante de seu Criador. Exalta a grandeza do Senhor que nos fez e a onipotência do Salvador que nos liberta do mal. É prosternação do Espírito diante do "Rei da glória" e o silêncio respeitoso diante do Deus "sempre maior". A adoração do Deus três vezes santo e sumamente amável nos enche de humildade e dá garantia a nossas súplicas.
Como acabamos de ver, o Catecismo da Igreja, ou seja, no livro em que está escrita a doutrina da Igreja Católica, não se ensina a adorar outro além de Deus. Somente Deus altíssimo é
digno de ser adorado. Nem Maria nem nenhum Santo ou Anjo pode ser adorado, porque não
são Deus e nem podem ser colocados acima de Deus. Se existe alguém que adora a Virgem Maria, um Santo, imagem ou Anjo, esse não está obedecendo à doutrina da Igreja Católica, pois a Igreja não ensina que se deve adorar outro, e sim unicamente a Deus!


fonte: Em Defesa da Fé católica - cai a farsa