quarta-feira, 26 de setembro de 2012

DEUS É IDOLATRA? - Paulo Romano


DEUS É IDOLATRA?


Não! Por que então mandou ele, que Moisés fizesse a imagem de uma serpente de bronze?

"Moisés fez, pois, uma serpente de bronze, e fixou-a sobre um poste. Se alguém era mordido por uma serpente e olhava para a serpente de bronze, conservava a vida". (Nm 21, 4-9).

"Como Moisés levantou a serpente no deserto, assim deve ser levantado o filho do homem, para que todo que nele crer tenha a vida eterna". (João 3, 14-21).

Obs: Quem usa uma cruz vazia - sem que nela haja Jesus Cristo - comete o erro de se negar a olhar para aquele que as Sagradas Escrituras falou que seria levantado, como foi a serpente, no deserto, que todos olhavam para se curar da mordida de cobra. Olhe para Jesus na cruz, como os hebreus olhavam para a serpente que Moisés fez e fixou-a sobre um poste. Porque a cruz vazia: é apenas um instrumento de morte. E a cruz com Jesus Cristo: é símbolo de nossa salvação. Pois também estar escrito: "Com efeito, a linguagem da cruz é loucura para os que se perdem, mas para os que estão sendo salvos, para nós, ela é poder de Deus. Pois, está escrito: eu destruirei a sabedoria dos sábios e aniquilarei a inteligência dos inteligentes" ( I Coríntios 1, 18-20).

E diz mais ainda, para melhor entendimento da palavra de Deus:

"Nós, porém, pregamos um messias crucificado, escândalo para os judeus, loucura para os pagãos, mas para os que são chamados, tanto judeus quanto gregos, ele é Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus". (I Coríntios 1, 23-24).

E mais tem a declarar a bíblia, a respeito da cruz de Jesus Cristo:

"Eu, por mim, nunca vou querer outro titulo de glória que a cruz de Nosso Senhor Jesus Cristo; por ela o mundo está crucificado para mim, como eu para o mundo". (Gálatas 6, 14-15).

Vemos claramente, na passagem do livro de Gálatas; que não pode haver outro titulo de glória, para aquele que segue a Jesus: que a cruz, onde ele pode ser visto como a serpente no deserto era vista pelos hebreus.

Os irmãos Protestantes, ditos "evangélicos", devem também lembrar que Deus mandou com que Moisés fizesse a imagem de dois anjos – querubins – para serem postas sobre a Arca da Aliança, onde estavam guardados os Dez Mandamentos de Deus, como pode ser lido em Êxodo 25, 18.
Pergunto mais uma vez: Deus é idolatra? Por ter mandado que Moisés fizesse a imagem de uma serpente para curar os hebreus da mordida de cobra – picada – e por ter mandado que Moisés construísse a imagem de dois anjos – querubins – para colocá-las sobre a Arca da Aliança? Por certo que não! Pois, quando Deus falou ao povo hebreu que não adorassem a ídolos e não fizessem imagens deles, estava referindo-se unicamente aos falsos deuses do Egito. Tanto é verdade, que Deus advertiu ao povo, dizendo que, eles não fizessem imagens daquilo que estava nas nuvens dos céus – os deuses do Egito, em forma de pássaros – que não fizessem para si, imagem daquilo que estava sobre a terra – os deuses do Egito, em forma de bezerro, gato, chacal e outras coisas mais – que não fizesse para si imagens das coisas que se moviam nas águas dos mares – os deuses do Egito em forma de crocodilo, hipopótamo e outras coisas mais – Por sempre fazer livre interpretação das Sagradas Escrituras; os protestantes, ditos "evangélicos", sempre cometem erros abomináveis e perigosos. "Errais, não compreendendo as escrituras, nem o poder de Deus". (Mateus 22, 29).

Josué, que foi o substituto de Moisés, também fala sobre os Deuses do Egito:
"Agora, pois, temei o Senhor e servi-o com toda a retidão e fidelidade. Tirai os deuses que serviram vossos pais além do rio e no Egito e serve o Senhor".
(Josué 24, 14).

"Porque sabei-o bem: nenhum dissoluto, ou impuro, ou avarento – verdadeiros idolatras – terá herança no Reino de Cristo e de Deus". (Efésios 5, 5).

(Obs. Dissoluto: devasso, corrupto, libertino).

"Todo aquele que caminha sem rumo e não permanece na doutrina de Cristo, não tem Deus. Quem permanece na doutrina, este possui o Pai e o Filho.
Se alguém vier a vós sem trazer esta doutrina, não o recebais em vossa casa, nem o saudeis".(Segunda Epístola de São João 1, 9-10).


O VINHO



Os protestantes costumam afirmar que é proibido beber vinho. Será que eles nunca leram que Jesus bebia vinho? E que o seu primeiro milagre, foi exatamente transformar água em vinho, a pedido de sua mãe, nas bodas de Canaã? E que, na Santa Ceia, Jesus usou vinho? Não venham me dizer agora, os protestantes, ditos "evangélicos" que o vinho do tempo de Jesus não embriagava. Pois, como eles devem saber, se realmente já leram algum dia á bíblia: Noé tomou vinho e se embriagou. Lot, sobrinho de Abraão, que sobreviveu á destruição das cidades de Sodoma e Gomorra, foi embriagado com vinho, por suas filhas, que quiseram engravidar do pai, para deixar descendentes. O rei Davi se embriagou com vinho. E o próprio Jesus foi chamado de beberrão. Se Jesus aprovava o vinho e o bebia, porque então tem que o chame de proibido? Quereis ser melhores do que Jesus, que bebia vinho?
A palavra de Deus diz que é proibido proibir: "Se em Cristo estais mortos aos princípios deste mundo, porque ainda vos deixais impor proibições, como se vivêsseis no mundo. Não pegues! Não proves! Não toques! Proibições estas que se tornam perniciosas pelo uso que delas se faz, e que não passam de normas e doutrinas humanas. Elas podem sem dúvida, dar a impressão de sabedoria enquanto exibem cultos voluntários, de humildade e austeridade corporal. Mas não têm nenhum valor real, e só servem para satisfazer a carne". (Colossenses 2, 20). Porque então tantas proibições desnecessárias? Jesus, na Santa Ceia tomou vinho. (I Coríntios 11, 23-26). O primeiro milagre de Jesus foi transformar água em vinho. (João 2, 1-12). Como podemos ver: na época de Noé e de Jesus, como até aos dias de hoje: o vinho embriagava e não era proibido consumi-lo de modo algum.
"Noé, que era agricultor, plantou uma vinha. Tendo bebido vinho, embriagou-se". (Gênese 9, 20).



JESUS TEVE IRMÃOS?


É comum, entre os irmãos protestantes, ditos "evangélicos", afirmar erradamente que Jesus Cristo teve irmãos. Porém, em nenhuma parte da bíblia, se encontra escrito que Maria e José tiveram outro filho, alem de Jesus, concebido divinamente e não da forma comum aos homens. Em defesa da verdade e das Sagradas Escrituras, vamos aqui, usar a própria palavra de Deus, para mostrar que os apóstolos e os demais que seguiam Jesus, jamais foram seus irmãos de sangue. Começaremos pelo apóstolo Tiago, que os protestantes afirmam ser irmão de Jesus:
"Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu Irmão, que estavam numa barca, consertando as redes". (Marcos 1, 14-20).
Como podemos ver, através dos textos bíblicos: tanto o apostolo Tiago, quanto seu irmão João, eram filhos de Zebedeu e não, de José, esposo de Maria e pai adotivo de Jesus, o Salvador.
E sobre o apostolo Pedro, estar escrito: "Tu és Simão, filho de João; serás chamado de Cefas (que quer dizer pedra)". (João 1, 42).
Aqui vemos mais um apostolo de Jesus, que não era seu irmão de sangue, visto que tinha como pai, João.
Se a bíblia é clara, quando afirma que os apóstolos Tiago e João tinham como pai; Zebedeu e, o apostolo Pedro, como pai, João: torna-se impossível que eles sejam irmãos de sangue de Jesus. E quem professar que eles são irmãos de sangue de Jesus, estará contradizendo ás Sagradas Escrituras, a bíblia. Mas, porque então Jesus falou que eles eram seus irmãos? Vejamos o que diz em Hebreus 2, 10-13: "Aquele para quem e por quem todas as coisas existem, desejando conduzir á gloria numerosos filhos, deliberou elevar á perfeição, pelo sofrimento, o autor da salvação deles, para que santificador e santificados formem um só todo. Por isso, Jesus não hesita em chamá-los de irmãos, dizendo: anunciarei teu nome a meus irmãos no meio da assembléia cantarei os teus louvores (Sal. 21, 23). E outra vez: quanto a mim, ponho nele a minha confiança (Is. 8, 17); e: Eis-me aqui, eu e os filhos que Deus me deu (Is. 8, 18)".


Nós somos salvos de uma vez por toda?


"Ao contrário, castigo o meu corpo e o mantenho em servidão, de medo de vir eu mesmo a ser excluído depois de eu ter pregado aos outros" (I Coríntios 9, 27).

"Portanto, quem pensa estar de pé veja que não caia" (1 coríntios 10,12)
"Enquanto, pois, subsiste a promessa de entrar no seu descanso, tenhamos cuidado em que ninguém de nós corra o risco de ser excluído"

(Hebreus 4,1)

"Considera, pois, a bondade e a severidade de Deus: severidade para com aqueles que caíram, bondade para contigo, suposto que permaneça fiel a essa bondade; do contrário, também tu serás cortada"

(Romanos 11,22)

"Mas se nós estivéssemos seguros de nossa salvação, por que nós precisaríamos ser vigilantes?"

(Mateus 25,1-13)

"Não nos cansemos de fazer o bem, porque a seu tempo colheremos, se não relaxarmos"
(Gálatas 6,9)
"Depois de termo recebido e conhecido à verdade, se a abandonarmos voluntariamente, já não haverá sacrifício para expiar este pecado. Só teremos que esperar um juízo tremendo e o fogo ardente que há de devorar os rebeldes".

(Hebreus 10,26-27)



Paulo inseguro de sua própria salvação, após ser convertido por Jesus Cristo:


"Com esperança de conseguir a ressurreição entre os mortos não pretendo dizer que já alcancei (esta meta) e que cheguei a perfeição. Não. Mas eu me empenho em conquistá-la, uma vez que eu também fui conquistado por Jesus Cristo. Consciente de não tê-la ainda conquistado, só procuro isto: prescindindo do passado e atirando-me ao que resta para frente. Persigo o alvo, rumo ao prêmio celeste, ao qual Deus nos chama, em Jesus Cristo". (Felipenses 3, 11-14).

SOMOS SALVOS APENAS PELA FÉ?

"De que aproveitará, irmãos, alguém dizer que tem fé, se não tiver obras? Se a um irmão ou a uma irmã faltarem roupas e o alimento cotidiano, e algum de vós lhes disser: "ide em paz, aquecei-vos e fartai-vos", mas não lhes der o necessário para o corpo, de que lhe aproveitará? Assim também a fé: se não tiver obras, é morta em si mesma. Mas alguém dirá: "Tu tens fé e eu tenho obras". Mostra-me a tua fé sem obras e eu te mostrarei a minha fé pelas minhas obras". (Tiago 2, 14-18).

"Assim como o corpo sem a alma é morto, assim também a fé sem obras é morta" (Tiago 2, 26).


QUEM FUNDOU A SUA IGREJA?


São Paulo, inspirado Pelo Espírito Santo, em seus escritos, indica dois versículos importantes para ajudar os Cristãos à não caírem no engano das divisões criadas pelas seitas Protestantes ditas "Evangélicas", sem o ser:



"Mas, ainda que alguém, nós ou um anjo baixado do céu, vos anunciasse um evangelho diferente do que vos temos anunciado, que ele seja anátema".(Gl 1,8).
OBS: A palavra "anátema" significa: maldição, execração, maldito, excomungado.

"O homem que assim fomenta divisões, depois de advertido uma primeira e uma segunda vez, evita-o" (Tito 3,10).

"... sejam perfeitos na unidade e o mundo reconheça que me enviaste e os amastes, como amaste a mim". (JO 10. 17,23).

Se Deus pede que haja unidade entre os seus escolhidos: como pode então haver tantas denominações evangélicas, cada uma acreditando em uma coisa diferente? Cada uma pregando um Cristo diferente um do outro? E espalhando doutrinas perigosas, que não são doutrinas de Cristo? Somente a Igreja Católica é a igreja cristã mais antiga do mundo. As outras igrejas - que no mundo se conhece como protestantes e que no Brasil, se denominam, evangélicas - só vieram a existir após a Reforma Protestante criada por Martinho Lutero, que matou milhares de pessoas que não quiseram se juntar á sua igreja criada por homens e não, por Jesus em pessoa, como é o caso da Igreja Católica. Hoje, vemos pastores evangélicos, tentando a todo custo, esconder de seus fieis, as verdades bíblicas. As mesmas que esse folheto - por respeito e amor as verdades de Cristo - vem anunciar a todos, para que muitas almas sejam salvas, após abandonar os erros em que se meteram. Ao falar que os evangélicos não estão na verdadeira Igreja de Cristo, não o faço como forma de provocação. Lendo os textos acima e comparando-os com os textos bíblicos, dos quais os mesmos foram extraídos: nossos irmãos evangélicos poderão se dá conta de como têm seguido doutrinas humanas e não, as doutrinas de Cristo. Quando alguém nos fala daquilo que não pode provar: estar nos falando de algo que podemos duvidar. Mas, quando alguém nos fala daquilo que pode provar: esse é um mensageiro da verdade! E este folheto de evangelização, tem exatamente o objetivo de falar a verdade e nada mais do que a verdade. Leia com atenção o que este folheto trás, pois são palavras da bíblia. E quem contesta o que estar escrito na bíblia contesta a Deus, que nos enviou as palavras que a bíblia contem. O próprio Senhor nos alertou de que, haveríamos de conhecer a verdade e por meio dela, nos libertarmos. Aqui estão as verdades que haverá de liberta-los das doutrinas humanas e vós colocar á pá das doutrinas de Cristo. Conhecer a verdade e virar as costas para ela é seguir no erro e encontrar a morte no dia do juízo final.


Paulo , parabéns pela reflexão, tomei a liberdade
de reproduzir seu texto no blog e divulgá-lo como você fez no Facebook.