terça-feira, 19 de novembro de 2013

Renovação Carismática Católica do Maranhão terá nova presidência

Renovação Carismática Católica do Maranhão terá nova presidência


A Renovação Carismática Católica (RCC) do Estado do Maranhão realizará no dia 30 de novembro e 1 de dezembro o processo de Escolha para novo Presidente do Conselho Estadual do movimento, biênio 2014-2015. A escolha acontecerá em São Luís (MA), durante a Assembleia Estadual, fechada aos líderes do movimento, que reúne anualmente os presidentes da RCC nas 12 dioceses que formam a Igreja no Estado e ainda, os coordenadores Estaduais de Ministérios.
Atualmente presidido pelo diácono Francisco Alves Camêlo, que também preside a RCC na Arquidiocese de São Luís, o Conselho Estadual da RCC Maranhão entrará o ano de 2014 com quase 50% das Dioceses com nova coordenação. No segundo semestre de 2013, cinco dioceses terão mudança nas coordenações da presidência na RCC: Balsas, Brejo, Coroatá, Imperatriz e Arquidiocese de São Luís. Eles deverão assumir a presidência de suas respectivas dioceses no dia 1 de janeiro de 2014, primeiro dia do ano civil, conforme Estatuto do movimento.
Apesar de comumente ser chamada de “eleição”, por acontecer com base nos votos dos participantes, a escolha para presidente de Conselho Diocesano ou Estadual da RCC não acontece nos moldes de uma campanha eleitoral, com lançamentos de chapas e indicação de nomes.
A votação obedece a regras próprias, que são instituídas pelo Estatuto do movimento no Estado e orientadas pelo Conselho Nacional da RCC Brasil, que envia um representante para presidir todo o processo de discernimento e escolha.  No Maranhão, o represente será  Carlos César Sales, presidente do Conselho Estadual da RCC do Piauí.
Semelhante ao Conclave, a votação é feita a partir de um Conselho de representantes, que obrigatoriamente assumem a função de candidatos. No caso do processo de escolha para presidência do Conselho Diocesano da RCC, possuem direito a voto: o Conselho Diocesano da RCC (Presidente, Secretário, Tesoureiro e coordenadores de Comissão), os coordenadores de grupos de oração e os coordenadores diocesanos de Ministérios.
Já na escolha para presidente do Conselho Estadual, além do Conselho Estadual, podem receber votos os presidentes diocesanos da RCC e os coordenadores estaduais de Ministérios.
Nas duas situações, só podem ser candidatos os membros do Conselho que corresponderem a critérios de elegibilidade do Estatuto da RCC Maranhão. Entre eles: ilibada reputação moral, social e espiritual e tempo mínimo de três anos no movimento.
O candidato que não desejar concorrer à presidência diocesana ou estadual da RCC, segundo estatuto, pode deixar registrado, com um prazo máximo de quinze dias de antecedência, a vontade de ser excluído do processo.
Todos os presidentes da RCC, que representam a Renovação Carismática nas 12 dioceses do Maranhão (Bacabal, Balsas, Brejo, Carolina, Caxias, Coroatá, Grajaú, Imperatriz, Pinheiro, Viana, Zé Doca e Arquidiocese de São Luís do Maranhão) estarão entre 1 e 4 de maio de 2014, em Brasília, representando o Estado no Retiro Nacional para coordenadores Estaduais e Diocesanos da RCC, com participação obrigatória dos líderes. 

Texto: Ministério da Comunicação Social - RCC Maranhão.