quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Gedeão Dias, ex-presbiteriano convertido à Única Igreja de Cristo




Criado em Terça, 25 Setembro 2012 16:14




Escrito por Alessandro Lima 


O site VS foi de grande valor para mim e minha família na busca da Verdade Absoluta de Cristo sobre a instituição da sua Igreja. Éramos protestantes presbiterianos, e particularmente desde meus 4 anos de idade sempre estive na fileira protestante sem saber, nem conhecer profundamente o movimento protestante, assim caminhei nas fileiras protestantes durante 36 anos de minha vida.
Os artigos publicados neste site foram extremamente importantes na descoberta e no estudo da Tradição Apostólica, de sorte que no 11 de Julho de 2012 demos o brado de rompimento com o movimento protestante, o qual colocamos por inteiro abaixo.
Rompimento com o Movimento Protestante

Prezados Irmãos e Irmãs,
Prostrados com temor e tremor diante de Cristo e de sua vontade, eu e minha família frente a tantos irmãos e irmãs, caríssimos, a quem amamos de verdade, tornamos pública decisão extremamente importante e urgente em nossas vidas. Decisão essa que passou obrigatoriamente pela consciência cristocêntrica e o burilar da verdade do seu precioso Evangelho.
Estamos nos propondo a defender o Evangelho de Jesus Cristo a partir Dele mesmo e de sua Igreja instituída e organizada conforme sua vontade e desígnio.
Decidimos como família participar do movimento cristão primitivo, a Igreja de todos os tempos, a Igreja dos Discípulos e Apóstolos, a Igreja dos santos, a Igreja dos Mártires, a Igreja que tem sua fé arraigada na tradição apostólica, instituida pelo próprio Jesus tendo o Apóstolo Pedro como Pastor (Jo 21, 15-19; Mt. 16, 18-19) tendo uma sucessão ininterrupta deste sacerdócio até nossos dias, a Igreja que teve garantida a assistência do Espírito Santo para sempre, até a consumação dos séculos (Mt. 28, 18-20), a promessa de que jamais falharia, "Nem mesmo as portas do inferno prevaleceriam contra ela" (Mt. 16, 18).
E Assim como os cristão foram chamados pela primeira vez de Cristãos em Antioquia (At 11, 26 ), esta Igreja foi chamada assim no início do século II por (Inácio de Antioquia, bispo cristão martirizado por volta de 107 d.C. por sua fidelidade a Cristo – Carta aos Esmirniotas cap. 8). "Segui todos ao bispo, como Jesus Cristo segue ao Pai, e ao presbitério como aos apóstolos; respeitai aos diáconos como à lei de Deus. Sem o bispo, ninguém faça nada do que diz respeito à Igreja. Considerai legítima a eucaristia realizada pelo bispo ou por alguém que foi encarregado por ele. Onde aparece o bispo, aí esteja a multidão, do mesmo modo que onde está Jesus Cristo, aí está a Igreja Católica".
Esta igreja foi perseguida desde seu início, atacada por toda sorte de heresias mas sempre saiu vitoriosa pelo poder do nome do Senhor, esta Igreja nunca fraquejou sua fé a ponto de sucumbir, caso isso acontessesse Jesus teria mentido, teria fraquejado. Ele jamais iria instituir uma Igreja pra sobreviver somente até seus 1.516 anos, nunca! Jesus não poderia falhar no seu projeto, afinal a Igreja é sua Noiva, é o seu corpo e Ele mesmo é o cabeça.
Nesta compreensão honesta e cativa à palavra de Deus, de público, declaramos o rompimento com o movimento protestante capitaneado por Lutero. Pesquisas apontam que a vida deste homem foi dúbia, pelos seus escritos podemos facilmente admitir, no mínimo, alguém perturbado psicologicamente, sem entrar em detalhes escabrosos, basta-se ler as suas famosas 95 teses, para atestarmos sua própria versão contraditória. Um homem altamente afligido com a presença maligna perto de si.
Toda a Reforma Protestante foi influenciada por este homem cuja vida não é exemplo de obediência e submissão, pelo contrário, foi uma voz de protesto e confusão.
Uma base teológica e eclesiástica fundada a partir de um personagem duvidoso, não dá para acreditar, muito menos aceitar a legitimidade da sua "Reforma".
Ao sermos confrontados com a idéia das boas intenções de Lutero em "Reformar" a Igreja, teríamos de admitir primeiramente um fracasso de Cristo no sustento de sua Igreja, isso se constituiria numa afirmativa demoníaca. Deus nos guarde disso!
Queremos deixar dois exemplos dignos de reflexão: Primeiro o exemplo de Uzar citado em I Cr 13, 9-10 A arca da aliança lugar da presença de Deus assim como a Igreja. Uzar quis dá uma mãozinha de ajuda para socorrer a queda total da arca. Deus o matou, apesar de sua "boa intenção" em ajudar a Deus.
O Segundo exemplo que queremos deixar é bastante pertinente, trata-se de uma rebelião contra o Sacerdócio: O protesto de Coré, Datã e Abirão em Números Cap 16 mostra-nos homens interessados em "Reformar" a condução do Povo de Deus a partir de Moisés. Estes "Reformadores" se auto-intitularam perante Deus como dignos de receberem o Sacerdócio, envoltos numa aura de boas intenções, mas o final da história nos conta sobre a derrota destes homens e, sobretudo, daqueles que estavam concordando com o Protesto.
Destas duas advertências aprendemos a necessidade de sermos vigilantes e obedientes diante das instituições criadas por Deus.
Pensemos: A Igreja Cristã sobreviveu quinze séculos na unidade da fé Cristã, não obstante as dificuldades encontradas por seu povo no percurso. Jesus precisaria mesmo da mãozinha de Lutero e seus seguidores/reformadores para reformar e salvar a sua Igreja?
Francamente! Constatamos até hoje a deforma e a multiplicação do erro Luterano, dividindo, subdividindo e envergonhando o Evangelho de Cristo através das múltiplas e infindáveis denominações protestantes. Todas as igrejas após Lutero têem como cabeça um fundador/reformador que não é Jesus Cristo. Misericórdia!
O tempo passou e ainda uma voz ressoa instigante em nossos ouvidos: a quem vós escolhei? A Cristo ou a Barrabás? Jesus ou Lutero?
Citando um dos doutores da Igreja, Santo Agostinho concluímos: "Amai muito a inteligência e a compreensão da verdade. Pois é necessário bem compreender pra crer verdadeiramente". (Por melhor que seja a sua intenção, se você comprar uma jóia falsa, você estará no prejuízo. E em se tratando da salvação, já pensou que prejuízo!!!).
Senhor Piedade, Piedade de todos nós!
(Gedeão Dias e Família.)
Família: Clara (Esposa). Lara(12) e Lana (9).
Prezado Gedeão, Salve Maria!

Sua carta me trouxe muita alegria! Saiba que toda vez que alguém encontra o caminho da Verdadeira Igreja, grande alegria se faz no céu! Glória a Deus! Louvado Seja SEMPRE o Nome do Senhor!

Fico particularmente contente em ver que este humilde apostolado que é mantido por este miserável pecador que vos escreve, serviu-lhe de instrumento para que enxergasse a Verdade, que deixasse de ser um cego ao sol do meio-dia!

Caro Gedeão, veja aí como Deus é bom! Como faz maravilhas através de instrumentos tão indignos...

Todo homem tem a obrigação moral de buscar a Verdade e encontrando-a de abraçá-la. Feliz seja você que a buscou, encontrou e abraçou-a.

A sua luta está começando agora. Ser verdadeiro católico é um grande desafio. No entanto, Nosso Senhor SEMPRE capacita Seus escolhidos.

Seja bem-vindo ao VERDADEIRO redil do Senhor.

Alessandro Lima.