domingo, 15 de julho de 2012

O CASAL CRISTÃO NO MUNDO DE HOJE.



O CASAL CRISTÃO

NO MUNDO DE HOJE.


(Dinâmica Opcional 1) *


- Sal da terra e luz do mundo.

13. Vós sois o sal da terra. Se o sal perde o sabor, com que lhe será restituído o sabor? Para nada mais serve senão para ser lançado fora e calcado pelos homens. 14. Vós sois a luz do mundo. Não se pode esconder uma cidade situada sobre uma montanha 15. Nem se acende uma luz para colocá-la debaixo do alqueire, mas sim para colocá-la sobre o candeeiro, a fim de que brilhe a todos os que estão em casa. 16. Assim, brilhe vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem vosso Pai que está nos céus.    (S. Mateus 5, 13 – 16) 


1.   A missão do casal cristão no mundo de hoje.

“A ação apostólica dos fieis leigos consiste; antes de qualquer coisa, em tornar a família consciente da sua identidade de primeiro núcleo fundamental da sociedade”

“A família cristã é a primeira e mais básica comunidade eclesial. Nela se vivem e se transmitem os valores fundamentais da vida cristã. Ela se chama ”Igreja Doméstica”. Aí, os pais desempenham o papel de primeiros transmissores da fé a seus filhos, ensinando-lhes através do exemplo e da palavra, a serem verdadeiros discípulos missionários.”

(Documento de Aparecida 204)

Chamados ao matrimônio o casal cristão abraça livremente a vocação de seguir a Cristo e de se por ao serviço do reino de Deus todos os dons decorrentes da graça matrimonial. O matrimônio é para os cônjuges uma profissão de  feita dentro da Igreja e com a Igreja, comunidade dos crentes.  Esta profissão de fé exige o seu prolongamento no decurso da vida dos esposos e da família.  No matrimônio Deus continua a chamá-los dentro dos fatos e através dos fatos, dos problemas, das dificuldades, dos acontecimentos da existência de todos os dias. A família cristã, sobretudo hoje, tem uma especial vocação para ser testemunha da aliança pascal de Cristo, mediante a irradiação da alegria do amor e da certeza da esperança; da qual deve tornar-se um reflexo.

A Igreja doméstica é chamada a ser um sinal luminosoda presença de Cristo e do seu amor neste mundo, mesmo para os “afastados”, para as famílias que ainda não crêem e para aquelas que já não vivem em coerência com a fé recebida: é chamada com o exemplo e com o testemunhoa iluminar aqueles que procuram a verdade.

Escutemos o que disse Paulo VI: “ A família, como a igreja, deve ser um lugar onde se transmite o Evangelho e donde o Evangelho irradia.

“O ministério de evangelização e de catequese da Igreja doméstica deve permanecer em comunhão íntima e deve harmonizar-se responsavelmente com todos os serviços de evangelização e de catequese presentes e operantes na comunidade eclesial, quer diocesana quer paroquial.”

A Igreja por sua parte sabe que o futuro da humanidade e da própria Igreja passa através da família.  

Situação e missão da família

“A salvação da pessoa humana está estreitamente ligada ao bem estar da comunidade conjugal e familiar. Este bem estar por vezes está ameaçado pelo egoísmo, pelo hedonismo (tudo está condicionado ao prazer próprio) e por práticas ilícitas contra a geração. De resto, as condições econômicas, sócio – psicológicas e civis de hoje em dia acarretam não leves perturbações na família”

As mudanças de conceitos, preconceitos; a globalização interfere cada vez mais na educação dos filhos. Muitas vezes com idéias alheias ao senso cristão.

A situação de degradação que se encontram varias famílias de hoje coloca em risco não só a saúde da igreja.(POR DEIXAR DE CUMPRIR SEU PAPEL PROFETICO), Mas também de toda a sociedade humana.

CITAR exemplos atuais de desajustes sociais provocados por causa da falência de varias famílias.

O caso izabela. (A garotinha jogada da janela pelo próprio pai em um casamento de segunda união totalmente conturbado e sem princípios, “Casal Nardoni”)

Tentativa de aprovação do Casamentos gay.

O caso de Goiânia = a Promotora de Justiça que mantinha uma menina sob tortura, amarrada e tratada como escrava.

O caso do austríaco que manteve sua filha com seus filhos presos por 18 anos…

A Igreja olha com preocupação e procura meios para sanar as adversidades que se levantam contra a família nos tempos atuais.

V Conferência do Episcopado Latino Americano e Caribe ,

Traz como tema: “Discípulos e missionários de Jesus Cristo para que Nele nossos povos tenham vida”

 “Eu sou o caminho, a verdade e a vida “. Jo 14,6

Vejamos o  que diz:    Um pequeno fragmento do Documento de Aparecida.

Ser cristão não é uma carga, mas um dom.”

A alegria do discípulo não é um sentimento de bem-estar egoísta, mas uma certeza que brota da fé, que serena o coração e capacita para anunciar a boa nova do amor de Deus. Conhecer a Jesus é o melhor presente que qualquer pessoa pode receber; tê-lo encontrado foi o melhor que ocorreu em nossas vidas, e fazê-lo conhecido com nossa palavra é nossa alegria. (Documento de Aparecida 28 e 29).

2.    A Pastoral Familiar no Brasil.

As atividades exercidas na Igreja (Corpo de Cristo) em proveito da igreja doméstica e pela igreja doméstica recebe o nome de Pastoral FamiliarPastoral familiar não é só os trabalhos e atividades feita em prol das famílias; mas sobretudo as atividades exercidas pelas famílias cristãs na Igreja para o bem de toda a sociedade.   A Pastoral familiar insere-se admiravelmente na pastoral de toda a Igreja: é evangelizadora, profética e libertadora. Anuncia o Evangelho do amor conjugal e familiar, como experiência pascal vivida na Eucaristia.   Denuncia as falácias e corruptelas que embargam ou ensombram a verdade do Evangelho; do amor conjugal e familiar. Procura caminhos para que os casais e as famílias possam progredir na sua vocação ao amor e em sua missão de formar pessoas, educar na fé e contribuir para o desenvolvimento da humanidade.

3.    O CASAL CRISTÃO NO MUNDO.

 A realidade do leigo é estar no meio do mundo. A vocação a santidade das famílias cristãs não está dissociada (separada) das atividades do mundo. Mas é chamada a ser santa no mundo em que vive. Isto é: no lar; no trabalho; no estudo; no lazer; na política em fim em  todas relações  sócio – econômicas – culturais que a envolve.

O casal deve estar comprometido com a realidade do mundo, na transformação das estruturas do mundo. “o que se entende por estrutura?” Onde seu filho estuda é uma estrutura educacional (um colégio). Onde o pai trabalha é outra estrutura trabalhista (uma empresa) a política também é uma estrutura. O leigo não pode fugir disso, do sindicato, dos amigos do bairro, tem que entrar dentro desses campos e cooperar fazendo com que essas estruturas sejam mais humanas pra não dizer que devam ser mais Cristãs.

“Não se deve deixar por menos; o leigo tem que assumir ainda que tenha que morrer” , mas tem que dar a vida para mudar as estruturas de injustiça e de pecado e persistem no mundo de hoje.

Levantar a voz e se colocar contra os erros da sociedade, como por exemplo a aprovação de leis pelo congresso federal: aborto ,eutanásia, casamento gay. Leis que querem decidir sobre ética e moral e sobre quando é que o feto é indivíduo protegido por lei.

Compromisso com o meio em que vive.

Se for um empresário deve fazer com que sua empresa tenha um ambiente cristão. Seja honesta com os clientes e com os funcionários. Seja transparente. Que trate os funcionários com dignidade.

Seja justa. Que pague em dia seus compromissos com funcionários e deveres tributários. Se for médico; seja mais compreensivo e prestativo  com seus pacientes. Seja mais humano; exerça sua profissão com responsabilidade. Se for advogado; deve estar para defender o que é certo e não para fazer tramóias, barganhas, enganar e usurpar de seus clientes e da sociedade. Se for político; seja honesto. Deve procurar defender os interesses de toda a sociedade e não de um grupo privilegiado. Defender a vida mesmo que tenha que dar sua própria vida.

4. Testemunho do casal:

(pessoal do casal palestrante que escreveu este texto substitua pelo seu testemunho pessoal)

O nosso testemunho é um testemunho de perseverança na certeza que procuramos em tudo; nas nossas atividades, no cotidiano da nossa vida conjugal e familiar mostrar a nossa fé. Não é nada de extraordinário ou sobrenatural.   Não somos aquele casal que está presente em todas as pastorais; mas trabalhamos numa pastoral (curso de pais e padrinhos para o batismo).    No início do nosso casamento tínhamos empregos distintos. Minha esposa trabalhava na Riachuelo e eu na Eletrônica Mundial. Que tomava muito tempo de nós. Contornamos da melhor forma possível os contratempos profissionais.       Em 2004 minha esposa faz uma sociedade numa loja de realizar festas infantis e o tempo ficou mais reduzido, pois trabalhávamos também aos sábados e domingos.   Os nossos filhos estavam ficando muito carentes. Principalmente porque minha esposa estava sempre ausente nos fins de semana.  Aliás, este foi um dos motivos que minha esposa teve que desfazer da sociedade da loja de festas. Temos 14 anos de casados; três filhos, uma menina de 12 anos, um menino com 10 anos e  outro com  um 6 anos e meio; que também exigem muito tempo nosso; por vezes até altas horas da noite. Mesmo assim; continuamos perseverantes: Participamos da Santa Missa, com toda a família; na pastoral do batismo; nas reuniões do ECC (estamos coordenado um circulo de ECC desde o ano passado) e sempre que possível em eventos nos quais somos chamados para ajudar e colaborar com o nosso trabalho.

DINÂMICAS final.  (opcional)

2. Dinâmica do fruto ou um mini presente de chocolate com mensagem. Distribua Bombons com mensagens referentes à palestra.

Destacar também a degustação e comparar o gosto anterior, exaltar qual seria a preferência !

O encontro de ECC é um presente para sua família (um dom) e para a comunidade.

Que nossa família possa fazer a diferença no meio em que vive, transmitindo o verdadeiro SABOR do Cristianismo no mundo.

Como diz São Paulo em (II Coríntios 3,3):

Não há dúvida de que vós sois uma carta de Cristo, redigida por nosso ministério e escrita, não com tinta, mas com o Espírito de Deus vivo, não em tábuas de pedra, mas em tábuas de carne, isto é, em vossos corações.


(Dinâmica Da Pipoca sem Sal)


(Opcional 1) *

O casal palestrante distribuiu pipoca a todos os participantes antes do início da palestra e espera que experimentem, se não o fizerem naturalmente, deve induzí-los a experimentarem.

Obs. impostante:  A pipoca distribuída tem que estar completamente sem sal,

A questão era esperar uma reclamação do publico, mas se os participantes não reclamarem deve-se consultálos se estão “GOSTANDO”, se mesmo assim não disserem nada, insista até achar alguém que tenha coragem de reclamar, certamente haverá risos na plateia…. que gera descontração….

- (O QUE HÁ DE ERRADO COM ESTA PIPOCA?)

No que todos responderam:

–        (ESTÁ SEM SAL !)

Você pode ainda induzir uma resposta de grupo que todos concordm que a pipoca está horrível…  quanto mais ruim melhor será a introdução do seu tema.

VARIANTE – Pode ser distribuída uma pipoca feita no dia anterior, pois além de salgada ela absorve umidade e deixa de ser Crocante ficando (CHOCHA), neste caso além de salgada fica também chocha e será rejeitada pelos participantes.   A VARIANTE NESTE CASO pode ser, pipoca salgada demais e pipoca totalmente sem sal, distribuída aleatoriamente entre eles, para ouvir os dois tipos de reclamação – TÁ SALGADA…  TÁ SEM SAL…  TÁ MUCHA… TÁ CHOCHA… TÁ HORRÍVEL…  e assim se desenvolve o tema do tempero na dose certa, nem muito e nem pouco, mas o suficiente para ficar saboroso e agradável.

Onde pode se perguntar:

- (PORQUE NINGUÉM ESTÁ COMENDO?)  

Pode se oferecer também pipocas misturadas, para alguns dê a do dia anterior e para outros dê uma porção feita mais recentemente e com sal, só para perguntar a diferença.

Feito isto, pode-se entrar no texto do evangelho a seguir, a experiência demonstra a necessidade de se haver um tempero CRISTÃO no mundo de hoje e que este tempero somos nós.

Relacionar o gosto da pipoca sem sal e fria com a vida do cristão e a leitura bíblica “Sal da terra, luz do mundo “.

O Cristão que não faz a diferença no mundo; que não evangeliza com palavras e testemunho de vida é como esta pipoca fria, chocha e sem sal.

O cristão tem um gosto, ele tempera o mundo

(a família verdadeiramente cristã é capaz de mudar o mundo em que vivemos da água para o vinho).

      Atualizado em 10/05/2012





fonte:http://presentepravoce.wordpress.com/2012/05/13/o-casal-cristao-no-mundo-de-hoje-ecc/