quinta-feira, 24 de março de 2011

Japão, Akita e Fátima

Japão, Akita e Fátima







Capela de Nossa Senhora de Akita - Japão


Diante das chocantes cenas que qualquer um pode ver através da internet sobre a recente tragédia ocorrida no Japão, muitos se perguntam: não haverá um castigo de Deus nisso tudo? Talvez uma aparição de Nossa Senhora no mesmo país levante o véu sobre a questão, fazendo-nos olhar novamente para a mensagem de Fátima.






Em 1973, Nossa Senhora apareceu a uma freira chamada Agnes Sasagawa, em Akita, Japão*. A Mãe de Deus pediu penitência para a reparação dos pecados e revelou terríveis castigos para o mundo: “Se os homens não se arrependerem, Deus Pai irá infligir uma terrível punição a toda humanidade”.






Sobre a magnitude dessa punição, Nossa Senhora continua: “Será uma punição maior do que o dilúvio; como nunca visto antes”.






As aparições de Akita foram reconhecidas com dignas de crédito pelo então prefeito da Congregação pela Doutrina da Fé, Cardeal Joseph Ratzinger, em 1988.






Podemos nos perguntar se o tsunami que arrasou parte do Japão não seria um prelúdio dessa “punição maior do que o dilúvio”.






De fato, os homens não só não se arrependeram, mas afundaram ainda mais em vícios e pecados. Nesse sentido, a mensagem de Akita guarda íntima relação com a de Fátima, pois nas aparições desta cidade de Portugal, em 1917, Nossa Senhora também previu castigos para o mundo, caso os homens não se emendassem.






Assim, a tragédia do Japão nos mostra o prelúdio de castigos para o mundo inteiro.






*As citações das aparições de Nossa Senhora de Akita foram extraídas do site CNA – Catholics News Agency, no artigo: “Japanese quake’s epicenter located near Marian apparition site.”. http://www.catholicnewsagency.com/news/japanese-quakes-epicenter-located-near-marian-apparition-site/#