sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

PADRE PIO E O SEU ANJO (II)

PADRE PIO E O SEU ANJO (II)

“ENVIA-ME TEU ANJO”
Este relacionamento com seu Anjo da Guarda e com os outros Anjos influenciará muito a maneira como Padre Pio exercerá seu sacerdócio. Os Anjos tornaram-se quase como o seu braço prolongado. Aos seus filhos espirituais que lhe perguntaram muitas vezes: “Padre, o que devo fazer quando vou precisar de sua oração e não posso chegar para falar com o senhor?”, ele deu a resposta: “Se não puderes vir, envia-me teu Anjo da Guarda. Ele irá trazer-me a mensagem e eu vou ajudar-te tanto quanto puder” (Ibid., 85).
E muitas pessoas em perigos e dificuldades enviaram-lhe seus Anjos da Guarda e receberam ajuda imediata. Um dia duas moças de San Giovanni Rotondo conversavam à noite e começaram a falar também sobre Padre Pio, que ele parecia ter uma relação especial com os Anjos da Guarda. Então decidiram enviar-lhe seus Anjos da Guarda. Uma falou: “Vou enviar-lhe meu Anjo da Guarda pedindo que ele cure meu tio Frederico” e a outra: “e eu vou enviar-lhe meu Anjo para pedir a cura de minha prima”. No dia seguinte foram à Missa do Padre Pio e depois da Missa entraram na Sacristia para receber a bênção do Santo. Mas elas ficaram surpreendidas quando encontraram o Padre Pio zangado com elas. Perguntando pela razão, receberam a resposta: “Vocês me deixaram acordado toda noite”. Então falou a uma: “Primeiro você me enviou seu Anjo da Guarda pedindo a cura de seu tio Frederico. E depois você me enviou o seu para pedir a cura de sua prima”, falou ele à outra. “E fizeram assim toda a noite. Não consegui dormir nada!” (Ibid., 102).
Aconteceu também que alguém enviou o Anjo da Guarda para o Padre Pio mas depois desconfiou se este realmente foi ao Padre para levar-lhe os pedidos. Por isso perguntaram-lhe na próxima oportunidade se o Anjo havia trazido realmente a notícia. Então a resposta foi: “Você pensa que ele é tão desobediente como você? O Anjo é obediente e cheio de solicitude” (Esta é a hora dos Anjos, 126). Uma vez lhe foi perguntado: “Vossa reverendíssima ouve realmente o que lhe mando dizer pelo Anjo da Guarda?” e o Padre retrucou: “Mas então julgas que estou surdo?” (Ibid.).
 
fonte:http://semallan.blogspot.com/2010/12/padre-pio-e-o-seu-anjo-ii.html