terça-feira, 30 de novembro de 2010

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Confraternização Pastoral Famíliar 2010

Confraternização Pastoral Famíliar 2010-Paróquia São Francisco e Santa Clara - Turu - São Luís - Maranhão - Brasil.

Se tiver problemas para visualizar este e-mail, copie e cole o link abaixo em seu navegador:
http://picasaweb.google.com/lh/sredir?uname=claudetep2000&target=ALBUM&id=5544776263405874001&authkey=Gv1sRgCMuN9YP6mJO-lQE&invite=CKSOi9UO&feat=email

VÍDEO NO YOU TUBE  DA CONFRATERNIZAÇÃO

http://www.youtube.com/watch?v=8w1sc0PkXnY

























domingo, 28 de novembro de 2010

domingo, 28 de novembro de 2010

Dois homens estarão no campo: um será tomado, o outro será deixado.


Evangelho (Mateus 24,37-44)

Aleluia, aleluia, aleluia.
Mostrai-nos, ó Senhor, vossa bondade e a vossa salvação nos concedei! (Sl 84,8).

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus.
37 Disse Jesus: Assim como foi nos tempos de Noé, assim acontecerá na vinda do Filho do Homem.
38 Nos dias que precederam o dilúvio, comiam, bebiam, casavam-se e davam-se em casamento, até o dia em que Noé entrou na arca.
39 E os homens de nada sabiam, até o momento em que veio o dilúvio e os levou a todos. Assim será também na volta do Filho do Homem.
40 Dois homens estarão no campo: um será tomado, o outro será deixado.
41 Duas mulheres estarão moendo no mesmo moinho: uma será tomada a outra será deixada.
42 Vigiai, pois, porque não sabeis a hora em que virá o Senhor.
43 Sabei que se o pai de família soubesse em que hora da noite viria o ladrão, vigiaria e não deixaria arrombar a sua casa.
44 Por isso, estai também vós preparados porque o Filho do Homem virá numa hora em que menos pensardes.
Palavra da Salvação. 


fonte:http://celeirodavida.blogspot.com/2010/11/dois-homens-estarao-no-campo-um-sera.html

Vida humana possui "dignidade altíssima, incomparável", diz Papa

Vida humana possui "dignidade altíssima, incomparável", diz Papa

Leonardo Meira
Da Redação


Montagem sobre fotos / AP
''Há tendências culturais que buscam anestesiar as consciências com motivações espúrias'', alertou o Papa Bento XVI durante a celebração no Vaticano
O Papa  Bento XVI presidiu a Celebração das Primeiras Vésperas do I Domingo do Advento e a Vigília pela vida nascente neste sábado, 27, às 18h (em Roma – 15h no horário de Brasília), na Basílica de São Pedro.

"O mistério da Encarnação do Senhor e o início da vida humana estão intimamente e harmonicamente conectados entre si dentro do único projeto salvífico de Deus, Senhor da vida de todos e de cada um. A Encarnação revela-nos com intensa luz e de modo surpreendente que toda a vida humana tem uma dignidade altíssima, incomparável", afirmou o Pontífice.
Acesse.: Homilia de Bento XVI na vigília pela vida nascente

O Bispo de Roma também sublinhou que toda a pessoa "é um bem em si mesma e é preciso buscar sempre o seu desenvolvimento integral". Em seguida, complementou:

"Com o antigo autor cristão Tertuliano, podemos afirmar: 'É já um homem aquele que o será'; não há nenhuma razão para não considerá-lo pessoa desde a sua concepção".

A iniciativa de realizar a vigília de oração pela vida partiu do próprio Santo Padre, e foi assumida pelas Conferências Episcopais de todo o mundo, com o objetivo de promover o compromisso e o testemunho eclesial por uma cultura da vida e do amor
.

Bento XVI salientou que o homem possui uma originalidade inconfundível com relação a todos os outros seres vivos, bem como vive tanto a dimensão espiritual quanto corpórea.

"Operamos nas realidades terrenas e, através dessas, podemos perceber a presença de Deus e tender a Ele, verdade, bondade e beleza absoluta. Saboreamos fragmentos de vida e felicidade e anelamos à plenitude total", expressou.

O Papa recordou que o início do novo Ano Litúrgico oferece "a oportunidade de fazer a experiência da proximidade d'Aquele que criou o mundo, que orienta a história e que tomou conta de nós, alcançando o cume de sua condescendência ao fazer-se homem".


Embrião

O Sucessor de Pedro fez uma afirmação enfática a favor da vida, em contraponto ao que chamou de "tendências culturais que buscam anestesiar as consciências com motivações espúrias":

"Com relação ao embrião no ventre materno, a própria ciência coloca em evidência a autonomia capaz de interação com a mãe, a coordenação dos processos biológicos, a continuidade do desenvolvimento, a crescente complexidade do organismo. Não se trata de um acúmulo de material biológico, mas de um novo ser vivente, dinâmico e maravilhosamente ordenado, um novo indivíduo da espécie humana".

Os protagonistas da política, da economia e da comunicação social foram convidados por Bento XVI a "fazer o que esteja ao seu alcance para promover uma cultura sempre respeitosa pela vida humana, para procurar condições favoráveis e retas de apoio ao acolhimento e desenvolvimento dessa vida".


fonte:http://noticias.cancaonova.com/noticia.php?id=279056

sábado, 27 de novembro de 2010

Família é a principal via da transmissão da fé, diz presidente do Pontifício Conselho para a Família

Família é a principal via da transmissão da fé, diz presidente do Pontifício Conselho para a Família


cardealennioantonelliO presidente do Pontifício Conselho para a Família, cardeal Ennio Antonelli, abriu ontem, 25, em Roma, o Congresso Internacional sobre família, que discute o tema “A família cristã, sujeito de evangelização”. “A família cristã desde sempre foi a principal via de transmissão da fé e ainda hoje tem grandes possibilidades de evangelização”, disse o cardeal.
Segundo o Pontifício Conselho, o objetivo do Congresso é reforçar o papel da família como “destinatária e comunicadora da mensagem evangélica por meio de uma resposta onde ao mesmo tempo se aceite o anúncio, se inicie um compromisso propositivo e um forte testemunho de um estilo de vida autenticamente cristão".
Mais de 200 pessoas participam do Congresso, que termina amanhã, 27, na Basílica de São Pedro, com a participação dos congressistas da “Vigília pela vida nascente”, presidida pelo Bento XVI.
Durante o evento, serão apresentadas 66 experiências de como a família é hoje e como pode ser protagonista de uma fé que muda corações e a sociedade. As experiências foram selecionadas dentre as 187 enviadas ao Pontifício Conselho para a Família, que as solicitou aos bispos de todo o mundo.
De acordo com o cardeal Antonelli, o Congresso representa “a inauguração oficial de um processo permanente de comunicação de experiências e testemunhos da pastoral familiar” . “Gostaríamos de ativar um processo contínuo que recolha e coloque em circulação, após adequado discernimento, as experiências que são mais relevantes e mais idôneas, para que inspire e estimule novas experiências”, disse.
A ideia de trazer as experiências é justificada, segundo o cardeal, porque elas “falam com a linguagem dos fatos e são mais persuasivas do que as idéias, porque não indicam somente o que se deve fazer, mas também aquilo que com a ajuda de Deus é possível fazer”.

FONTE:http://www.cnbb.org.br/site/imprensa/internacional/5339-familia-e-a-principal-via-da-transmissao-da-fe-diz-presidente-do-pontificio-conselho-para-a-familia

A INQUISIÇÃO PROTESTANTE


FONTE:http://www.youtube.com/watch?v=qgWzIgxDcqE

A VERDADEIRA FACE DE LUTERO


FONTE:http://www.youtube.com/watch?v=nrxE4Kp2oz4&feature=player_embedded

SENHOR PÕE TEUS ANJOS AQUI!



fonte:http://www.youtube.com/watch?v=QQ0N-qRuigo

Missa de CURA E LIBERTAÇÃO - São Gonçalo - RJ

HOJE TEREMOS A CELEBRAÇÃO DA VÉSPERAS SOLENE PELA CURA E LIBERTAÇÃO
 
FAREMOS A ORAÇÃO DE RENUNCIA E BENÇÃO DO OLÉO E DO SAL, QUEIMAREMOS OS PEDIDOS DO MÊS INTEIRO. 
 
SERÁ AS 18:00 hs. 
 
NA PARÓQUIA DE NOSSA SENHORA DE FÁTIMA E SANTA EDWIGES
 
RUA ENEIDA GOMES N34, AMENDOEIRA
SÃO GONÇALO - RJ
 
 
VENHA E PARTICIPE !

Arcebispo do Rio de Janeiro pede paz e oração pela população da cidade

Arcebispo do Rio de Janeiro pede paz e oração pela população da cidade

26-11-2010
Tags: orações, rio,

O arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani João Tempesta, escreveu hoje sobre a recente onda de violência na cidade, desencadeada por ataques de traficantes insatisfeitos com a política de ocupação pacífica da polícia em territórios antes dominados pelo tráfico de drogas, nas favelas.
Segundo Dom Orani, precisamos deixar que a paz germine e supere divisões e rancores dentro de nossos corações
O mais recente artigo do prelado, intitulado "É preciso falar de paz", foi publicado hoje no site da arquidiocese do Rio. Nele, Dom Orani lamenta os acontecimentos atuais, veiculados de forma initerrupta pela mídia. "Todos nós, que queremos bem à nossa maravilhosa cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro e seus arredores, com o seu povo alegre e acolhedor, sentimo-nos machucados ao vê-la como palco de notícias que enchem os corações de todos de apreensão", diz o arcebispo.
Dom Orani diz que a arquidiocese se une a todos os que passam pela tribulação e sofrem pelas "atuais inseguranças e dificuldades" e fala em unidade com os trabalhadores e todos os que procuram meios para viabilizar a plena paz na cidade.
"Por isso, é necessário, mais uma vez, falar de Paz!", exorta o arcebispo. "É preciso, mais uma vez, fazer nascer nos corações de todos os homens e mulheres de nossa querida cidade o anseio mais profundo de todos os seres humanos: Paz. É preciso que se ouça novamente na terra o grito, o forte clamor aos homens de boa vontade".
O prelado salienta a importância de se buscar a paz e a unidade especialmente no momento em que a Igreja entra no período de Advento, de preparação para a vinda do "Príncipe da Paz". O arcebispo pede que, com o Amor que vem de Deus, todos sejam homens e mulheres de esperança, e que esse amor pode também trazer a esperança da paz e permitir a reconciliação, "para que a Igreja, como alma desta cidade, anuncie e testemunhe a alegre esperança de olhar para o futuro com confiança!"
"Precisamos deixar que a Paz germine e supere as divisões, ódios, rancores dentro de nossos corações, famílias, sociedade! Precisamos oferecer esta esperança a cada homem e mulher de nossa cidade. Precisamos deixar que o Amor de Deus renove as relações entre os homens e mulheres e gere aquela sede de fraternidade que é capaz de afastar a tentação da violência, da guerra, dos egoísmos. Precisamos colocar acima de nossos próprios interesses o sonho de Deus, que é o sonho de cada homem e mulher desta terra: viver a Paz e a comunhão", exorta Dom Orani.

Segundo o arcebispo, para se promover a paz é preciso dedicar particular atenção ao bem comum - e às suas vertentes sociais e políticas -, que "tem a ver intimamente com todas as formas expressivas da sociabilidade humana: a família, os grupos, as associações, as cidades". "Todos, de alguma forma, devem estar implicados no compromisso pelo bem comum, na busca constante do bem dos outros como se fosse o próprio".
Dom Orani afirma que, ainda que essa responsabilidade compita a todos os cidadãos, recai especialmente sobre as autoridades, e pede orações a essas, "pois são chamadas a criar aquele conjunto de condições sociais que favorecem, nos homens e mulheres de todos os tempos, o desenvolvimento integral".
Intenção é que mesmo em casa todos façam das duas horas de oração um intenso momento de intercessão pelo Rio
 O arcebispo, então, convida todas as paróquias do Rio de Janeiro a, neste sábado, mesmo dia em que se realiza a Vigília pela Vida Nascente, organizar um tempo especial de orações pela paz e, durante as celebrações eucarísticas, fazer especial pedido na oração dos fiéis.
 "Que Deus ilumine a todos na busca da Paz para o nosso querido povo desta cidade maravilhosa, para que o seja ainda mais. Que o Senhor nos abençoe e nos guarde e faça reinar a paz em nossas fronteiras! Que a benção de Deus penetre em todos os corações, todas as casas, todas as situações e traga a paz! Temos esperança e certeza de que, em unidade, tempos novos nascerão destes momentos e confiamos que o nosso povo, que é forte, saberá continuar testemunhando a sua fé com esperança e vivendo a caridade. Que todos sejam um!", encerra Dom Orani.
Clamor pela Cidade
Além do pedido de orações e intenções nas missas, a Igreja no Rio de Janeiro anunciou que o arcebispo Dom Orani irá presidir neste sábado um momento de oração, das 22h até a meia noite, com transmissão ao vivo pela Rádio Catedral FM 106.7.
A intenção é reunir os fieis pelas ondas da Rádio para que, em suas comunidades de origem - onde os sacerdotes encerrarão o encontro dando bênçãos com o Santíssimo Sacramento - ou mesmo em suas casas, todos façam das duas horas de oração um intenso momento de intercessão pelo Rio de Janeiro, informa a arquidiocese.

fonte:http://www.comshalom.org/noticias/exibir.php?not_id=4011

As Misericórdias do Senhor -- Madre Kelly Patrícia




fonte:http://www.youtube.com/watch?v=HEYfC9srkFA

Ir. Kelly Patricia - Regaço Acolhedor



fonte:http://www.youtube.com/watch?v=p71e44oyJQk

FICA SEMPRE UM POUCO DE PERFUME/Grupo Girassol® /Arc@njo®/pastoral da família/ECC

FICA SEMPRE UM POUCO DE PERFUME/Grupo Girassol® 

 


Fica sempre um pouco de perfume, nas mãos que oferecem rosas...
 
fonte:http://grupogirassoldesolidariedade.blogspot.com/2010/11/fica-sempre-um-pouco-de-perfumegrupo.html

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

VIGIAI E ORAI

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

VIGIAI E ORAI


Evangelho (Lucas 21,34-36)

Aleluia, aleluia, aleluia.
Vigiai e orai para ficardes de pé ante o Filho do homem! (Lc 21,36).

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas.
34 Disse Jesus: Velai sobre vós mesmos, para que os vossos corações não se tornem pesados com o excesso do comer, com a embriaguez e com as preocupações da vida; para que aquele dia não vos apanhe de improviso.
35 Como um laço cairá sobre aqueles que habitam a face de toda a terra.
36 Vigiai, pois, em todo o tempo e orai, a fim de que vos torneis dignos de escapar a todos estes males que hão de acontecer, e de vos apresentar de pé diante do Filho do Homem.
Palavra da Salvação.
Comentário ao Evangelho

VIGIAI E ORAI

O grande perigo das pessoas em relação à escatologia é a dissipação do coração. Os atrativos e prazeres da vida, o acúmulo exagerado de bens materiais, a liberação dos instintos egoístas são todos elementos que corrompem o coração humano, impedindo-o de se preparar para o encontro com o Senhor.
Jesus recomenda vigilância e oração como as formas melhores de nos colocarmos em clima de espera. Vigiar é ser capaz de detectar tudo quanto possa desviar nossa atenção do fim almejado, acabando por nos afastar dos caminhos de Deus. São muitas as formas como que o mau espírito procura atuar, para alcançar o seu fim. Quem cochila, acaba caindo na armadilha para pegar os incautos. Só os vigilantes conseguem safar-se das investidas do maligno.
A oração, por sua vez, coloca-nos em contínua ligação com Deus, de quem recebemos luz e força para permanecer em pé, vigilante à espera do Senhor. Ela predispõe-nos para escutar os apelos divinos e deixar-nos guiar por eles. Sensibiliza-nos para realizar o projeto de Deus. Mantém-nos sempre atentos à prática do bem, como faz o Pai em benefício da humanidade.
Portanto, perseverar na espera requer uma atitude de atenção à história e de comunhão profunda com Deus.

Oração
Espírito de espera perseverante, livra-me de toda espécie de corrupção e de vício, que me afastam de Deus e desvirtuam minha decisão de esperar o Senhor. 


FONTE:http://celeirodavida.blogspot.com/2010/11/vigiai-e-orai.html

“O TEMPO ESTÁ PRÓXIMO... SIM VIREI EM BREVE.” (Ap 22, 10.20)

MENSAGEM DA NOSSA MINISTRA REGIONAL SOBRE O ADVENTO

“O TEMPO ESTÁ PRÓXIMO... SIM VIREI EM BREVE.” (Ap 22, 10.20)

Caros irmãos e irmãs,

O Senhor lhes dê a paz!


Como todos os anos, preparamo-nos para acolher o Senhor que vem e mais uma vez bate à nossa porta: “Se alguém me abrir, eu virei a ele” (Ap 3,20). A fidelidade amorosa do Senhor que vem sempre ao nosso encontro é sempre a mesma, mas nos dá a liberdade de recebê-lo. Só se “abrirmos”, ele entrará em nosso coração e fará nele sua morada.


“O TEMPO ESTÁ PRÓXIMO... SIM VIREI EM BREVE.” (Ap 22, 10.20)


Essas palavras do Livro do Apocalipse garantem a nossa esperança: o Senhor veio, o Senhor virá, o Senhor vem. Esse tempo de espera será o tempo que levarmos para abrir-lhe a porta e acolhê-lo.


Nesse tempo todos os homens e mulheres, toda a obra da criação está “grávida”, aguardando o Menino que vem, trazendo a salvação a todos os povos e culturas, para que entrelaçados num só abraço clamem com toda vibração: “VEM, SENHOR JESUS”!


“Os anjos já se preparam para cantar a glória de Deus e a paz entre todos os homens amados por Deus. Maria já está pronta para chegar a Belém e em breve verá aquele que a gerou! Os pastores já estão nos campos contemplando o céu, tentando descobrir a estrela diferente.”


Sim, que a chegada de Jesus, não nos surpreenda distraídos, adormecidos ou despreparados, como se fosse a chegada de um hóspede desconhecido e indesejado. Mas que a presença do Senhor seja como um encontro festivo entre amigos, a ponto de o nosso coração sentir-se hospitaleiro e reconciliado com todos.


O Senhor que vem conceda a todos viver o Tempo do Advento na paz e na serenidade.


Fraternalmente,

Denize Aparecida Marum Gusmão

FONTE:http://ofsvilaclementinosp.blogspot.com/2010/11/mensagem-da-nossa-ministra-regional.html

VIGÍLIA PELA VIDA DO NASCITURO, Sábado, 27/11 -VAMOS PARTICIPAR



VIGÍLIA PELA VIDA DO NASCITURO, Sábado, 27/11

O Santo Padre presidirá uma Vigília pela Vida do Nascituro, no próximo sábado 27 de novembro, na Basílica de São Pedro. O Papa Bento XVI celebrará as Primeiras Vésperas do I Domingo do Advento com este motivo. Os bispos do mundo todo foram convidados a promover em suas Igrejas locais celebrações e iniciativas de oração a fim de estabelecer uma união espiritual com o Santo Padre e promover o compromisso e o testemunho eclesial por uma Cultura da Vida e do Amor.

Convidamos a todos a divulgar, neste espaço, as iniciativas a serem realizadas nas suas dioceses, seja por iniciativa dos Prelados, ou de sacerdotes, religiosos ou leigos, para dar ampla divulgação.

Se não houver nenhuma iniciativa, você pode convocar seus amigos e conhecidos para responder positivamente o pedido do Papa, seja rezando as Vésperas, rezando o Santo Rosário, realizando uma Adoração ao Santíssimo Sacramento. Alguns outros subsídios em português podem ser baixados aqui, no site português http://www.oracaopelavida.org/.

Envie os dados para voto.catolico.br@gmail.

Todas as celebrações serão no sábado, dia 27/11:

- Diocese de Guarulhos - SP, no Santuário de São Judas Tadeu, às 15:00 horas, preside o Bispo Dom Luiz Gonzaga Bergonzini.

- Arquidiocese de Belo Horizonte - MG, na Catedral de Nossa Senhora da Boa Viagem, às 22:00 horas. Não se informa se presidirá o Arcebispo.

- Arquidiocese de Brasília - DF, Paróquia do Santíssimo Sacramento, 19:30 horas. Não se informa se presidirá o Arcebispo.

- Arquidiocese de Curitiba - PR, na Catedral Basílica de Nossa Senhora da Luz, 19.30 horas. Não se informa se presidirá o Arcebispo.

- Arquidiocese de Niteroi - RJ, na Matriz de São Gonçalo. Não foi informado horário. Preside o Arcebispo Dom Roberto Francisco Ferreria Paz.

- Arquidiocese de Petrópolis - RJ, cada paróquia terá uma vigília, 18:00 horas, preside cada pároco.

- Diocese de Franca - SP,
Salão de Reuniões Plenárias da Cúria Diocesana (Rua Monsenhor Rosa, esquina com Comandante Salgado), 20:00 horas, preside Dom Pedro Luiz Stringhini.

- Arquidiocese de Fortaleza - CE, Missa na Catedral, 19:00 horas, preside o Arcebispo Metropolitano Dom José Antonio Aparecido Tosi Marques.

- Arquidiocese da Paraíba - PB, cada paróquia terá uma vigília, horarios diversos, preside cada pároco.

- Arquidiocese de Vitória - ES, na Catedral, às 19:00 horas, preside o Arcebispo om Luiz Mancilha Vilela.

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Vigília pela vida

A vigília pela vida nascente convocada pelo Papa Bento XVI será realizada amanhã no mundo inteiro. O propósito é congregar todos os que creem em Deus: homens e mulheres de boa vontade, governantes e diferentes segmentos da sociedade, em torno da importância da vida.

Essa iniciativa será vivenciada em celebrações e vigílias eucarísticas, nas catedrais, igrejas grandes e pequenas, conventos, em todos os lugares possíveis. É a vida, em todas as suas etapas, desde a fecundação até a morte com o declínio natural, colocada no horizonte da fé e da espiritualidade; para assim ser iluminada pela força da presença amorosa daquele que é o seu único Senhor e sua fonte, Deus.

Especial atenção recai sobre a vida nascente. Há uma urgente e permanente necessidade de se retomar a referência de valores morais e evangélicos. Somente assim é possível iluminar consciências, livrando-as de relativismos éticos, a exemplo dos absurdos que desconsideram a vida nascente na tentativa de justificar a abominável prática do aborto, um atentado à vida - contra a vida inocente. A vigília pela vida nascente é oportunidade para reforçar a missão e o compromisso que a Igreja Católica tem no anúncio do Evangelho, no contexto próprio da sociedade contemporânea.

A vida não pode ser tratada apenas à luz das necessidades da realidade material. É claro que é importante considerar as incontáveis urgências - entre elas a superação dos graves problemas de moradia, de saúde, de trabalho, das estradas. A malha viária de Minas Gerais, por exemplo, é detentora de estradas conhecidas como “rodovias da morte”. O número de mortes registrado é próprio do quadro de situações de guerra. A vida não pode ser entendida, também, apenas como oportunidade de conquista de sucesso a todo custo, passando por cima de valores e comprometendo princípios inegociáveis. Não pode ser tratada, particularmente na sua etapa nascente, somente como questão de saúde pública. 

A vigília pela vida nascente é um momento de vivência litúrgica e espiritual para recompor o tecido esgarçado da consciência moral contemporânea. Realidade que traz, por isso mesmo, comprometimentos sérios, desde a tragédia dos abortos - assassinato de inocentes - até atingir as situações complexas da violência que vai dizimando pessoas, especialmente os jovens. Vive-se um clima de terror nas cidades, mesmo quando ela é maravilhosa, provocando o medo e tirando a paz. A segurança pública é questão de estratégia e de infraestrutura diante dos desafios da decomposição moral que cria a cultura do desmando, do tráfico de drogas, de pessoas, de influências. 

Há urgência na retomada de valores morais que não podem ficar desconhecidos – são eles que devem determinar a dinâmica da vida. Assimilados na consciência moral esses valores darão forma e contorno às práticas sociais, políticas, familiares e à conduta pessoal. As degradações contemporâneas configuram muitos itens que precisam ser enfrentados adequamente. A consciência moral é o ponto de equilíbrio de toda cidadania, luz e fonte da vida. É o coração da vida vivida como dom. Uma consciência moral esgarçada é um permanente atentado à vida.

Essa vigília pela vida nascente é oportunidade para ecoar nos corações a palavra do Senhor Jesus: “Eu vim para que todos tenham vida e a tenham em abundância” (Jo 10,10). É inaceitável qualquer ameaça à dignidade e à vida humana. Há uma situação cultural que precisa ser confrontada com os valores morais para que não se justifiquem os crimes contra a vida em nome dos direitos da liberdade individual, ou impunidades autorizadas pelo Estado com a colaboração gratuita dos serviços de saúde. 

A Igreja tem tarefas e responsabilidades diante da grave derrocada moral. Os condicionamentos que ofuscam a consciência precisam ser confrontados com a oferta da distinção entre o bem e o mal. A vigília pela vida nascente é passo importante e compromisso no caminho para a edificação da autêntica civilização da verdade e do amor.

Dom Walmor Oliveira de Azevedo é Arcebispo Metropolitano da Arquidiocese de Belo Horizonte.
Belo Horizonte, 26 de novembro de 2010.
 
FONTE:http://www.votocatolico.com.br/2010/11/vigilia-pela-vida.html

Bento XVI e a camisinha II: a cretinice dos meios de comunicação

Bento XVI e a camisinha II: a cretinice dos meios de comunicação

Thursday, November 25, 2010 23:18 | Armazenado em Dia-a-Dia, Muralhas Doutrinárias, Ética & Moral

Sou surpreendido por uma matéria do Gazeta Online que tem o seguinte singelo título: “Vaticano: todos podem usar preservativos para evitar HIV”. A chamada: “Usar preservativos é um mal menor que transmitir o vírus HIV para um parceiro sexual – mesmo que isso signifique que uma mulher evitou uma possível gravidez, disse o Vaticano”. Manchetes análogas podem ser encontradas mundo afora. Como é possível tão universal desinformação?
Recapitulemos. O Papa disse ser possível haver alguns casos em que “a utilização do preservativo [por um garoto de programa] possa ser um primeiro passo para a moralização”. O Papa não disse nem mesmo que estes “podem” usá-los! Daí me vem um jornal dizer que “todos podem usar preservativos”, e ainda afirma ser isto “segundo o Vaticano”?
O Papa não falou sobre o que os garotos de programa podem ou não fazer. Apenas constatou um fato: o prostituto que usa preservativos impõe, de algum modo, limites à sexualidade desregrada. Como o Taiguara escreveu na lista “Tradição Católica”:
O que entendi é que, no caso da prostituta que utiliza camisinha, a significação real do uso da camisinha é completamente diversa do “sexo livre” apregoado: o uso da camisinha pela prostituta tem para ela a finalidade de evitar o contágio da doença venérea ao parceiro; para isso, ela mesma se impõe um limite (que ela pensa ser um limite válido, pois acredita que a camisinha realmente barra o contágio) e, desta feita, o próprio condom, símbolo da liberação sexual, ganha no caso concreto a conotação de um limite, contraria o próprio sexo livre.
Isto não é uma autorização para se usar preservativos. A proposição “garotos de programa podem usar preservativos” simplesmente não se encontra no texto do Papa – este é um fato objetivo contra o qual é impossível tergiversar. De onde tirou então o jornal que “todos podem usar preservativos”?
O impressionante fenômeno só revela uma gigantesca contradição dos inimigos da Igreja. Se, por um lado, postulam que Ela deva ser ostracizada e banida da vida pública das sociedades civilizadas, por outro lado saúdam com ânimo e júbilo esta – alegada! – “mudança de posição” da Igreja sobre os preservativos. Aliás, desejam tanto que a Igreja “mude” de opinião que passam a projetar isso na maneira como fazem jornalismo, por meio de um wishful thinking tão forçado, mas tão forçado, que se transforma em falsificação intelectual pura e simples.

fonte:http://www.deuslovult.org/2010/11/25/bento-xvi-e-a-camisinha-ii-a-cretinice-dos-meios-de-comunicacao/

CONVOCAÇÃO GERAL PELA LIBERTAÇÃO DO RIO DE JANEIRO!

CONVOCAÇÃO GERAL PELA LIBERTAÇÃO DO RIO DE JANEIRO!



 

Convoco a todos a ORAREM pelo nosso RIO DE JANEIRO,
de hora em hora.

E em seus
ORKUT e MSN
passe essa mensagem adiante todos seus amigos.
Juntos clamaremos a Deus por uma mudança, pela paz que tanto precisamos!!
Pelo poder sair de casa e crer que voltaremos sãos e salvos!!!!!


Orem! A oração dos justos pode muito em seus efeitos, e Deus manda lá em Jeremias que oremos pela terra em que vivemos, pois se nela tiver paz, nós teremos paz!!!!!!
 
Vamos lá, passamos tantas corrente de brincadeira, piadas, essa é pela população do RJ, (e do Brasil) é nossa hora de brilhar, brilhar na luz é fácil, quero ver brilhar nas trevas, e nós temos o poder e a autoridade para repreender esse mal, dado pelo nosso Jesus lá na Cruz!!!!!!!!!!!!!!!!!
Participe desta Cruzada de libertação... Repasse aos seus amigos.... a oração é nossa arma...
Hoje ás 22 h espero por você meu amigo - para esta oração de Libertação.
Acesse: www.catedralwebtotal.com


Vamos orar juntos...


O termômetro do PNDH-3 subiu mais um grau

O termômetro do PNDH-3 subiu mais um grau


Querem alguém que conduza o embate para a implantação do PNDH-3. Ou seja, não estão parados. E nós, ficaremos omissos?
Daniel Martins
O termômetro do PNDH-3 subiu mais um grau. O atual Ministro da Defesa, Nelson Jobim, é convidado por Dilma para permanecer no cargo durante o próximo mandato presidencial. Por quê? Porque “conduziu bem o processo de construção do Plano Nacional de Direitos Humanos”. É o que noticia O Estado de S. Paulo, de 25/11/10.
“O convite a Jobim é do interesse do presidente Lula, que enumera várias razões para sua permanência”. Entre elas, é porque “ele está conduzindo o embate que ainda poderá ocorrer em torno do Plano Nacional de Direitos Humanos, que se encontra no Congresso”
Em outras palavras, eles teimam em implantar o PNDH-3. Para isso, é necessário alguém capaz de conduzir um “embate”. Contra quem? A notícia não diz. Mas a resposta não é difícil. Contra você, prezado leitor, e contra mim. Contra a opinião pública brasileira, que em sua grande maioria é infensa ao aborto, à legalização da prostituição, à invasão de propriedades, ao comunismo e a todos os 500 pontos do PNDH-3.
É isso que chamam de democracia representativa?

fonte:http://www.ipco.org.br/home/pndh/o-termometro-do-pndh-3-subiu-mais-um-grau?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed%3A+ipco+%28IPCO+-+Instituto+Pl%C3%ADnio+Corr%C3%AAa+de+Oliveira%29&utm_content=Yahoo!+Mail

Relativismo em púlpitos e confessionários abriu caminho para a onda anti-vida

Relativismo em púlpitos e confessionários abriu caminho para a onda anti-vida


Quando os chamados a formar a sociedade deixam de ensinar, as consequências são trágicas.
Luis Dufaur
Gianpiero Dalla Zuanna, professor de demografia na Universidade de Pádua, analisou e explicou por que a Igreja não parou a difusão da anticoncepção no século XX. A omissão desembocou na atual ofensiva antivida, segundo o vaticanista Sandro Magister.
Dalla Zuanna apresenta documentos inéditos e incontestáveis da região do Veneto uma das mais católicas da Itália.
Segundo ele a causa determinante foi o silêncio clero católico sobre pecados e práticas anti-natalistas nos confessionários e púlpitos.
Grande parte dos fiéis interpretou essas décadas de silêncio como aprovação prática. Quando apareceram a pílula, o aborto legal, etc., aderiram como que naturalmente, pouco ligando para as condenações pontifícias.
No Brasil, o professor Plinio Corrêa de Oliveira denunciou em 1943 a entrada do relativismo moral e erros conexos na Ação Católica. A denúncia está contida por completo no livro “Em Defesa da Ação Católica”, aliás reeditado pela Artpress.
Mas, naquela data, por causa do livro, elogiado entre outros pelo Núncio Apostólico do Brasil, o Dr. Plinio foi demitido, aliás injustamente, da Junta Arquidiocesana da Ação Católica.
Da nova dirigência da Ação Católica, oposta ao Dr. Plinio, derivou a tendência “progressista” que, através de sucessivas metamorfoses, acabou fundando o atual PT e promoveu toda uma revolução e confusão eclesiástica.
Hoje os funestos resultados estão à vista e é preciso combater crassos erros morais progressistas e suas aberrantes conseqüências como o aborto, o “casamento” homossexual e a pedofilia.

fonte:http://www.ipco.org.br/home/noticias/relativismo-em-pulpitos-e-confessionarios-abriu-caminho-para-a-onda-anti-vida?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed%3A+ipco+%28IPCO+-+Instituto+Pl%C3%ADnio+Corr%C3%AAa+de+Oliveira%29&utm_content=Yahoo!+Mail

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Derrama o teu amor em mim - Celina Borges


ADVENTO

As cores das velas do Advento são:

Roxa, Roxa, Rosa e Roxa, podendo também serem adotadas velas com as seguintes cores: Roxa, Vermelha, Branca e Verde.
Geralmente na Igreja Católica a cor das velas segue a cor das vestes litúrgicas do sacerdote, sendo assim, a cor roxa é usada no primeiro, segundo e quarto domingos do Advento simbolizando a conversão e penitência e, a cor rosa no terceiro domingo (Gaudete) simbolizando a alegria em meio à espectativa da chegada de Jesus.

Sobre o tempo do ADVENTO

O tempo do Advento é para toda a Igreja, momento de forte mergulho na liturgia e na mística cristã. É tempo de espera e esperança, de estarmos atentos e vigilantes, preparando-nos alegremente para a vinda do Senhor, como uma noiva que se enfeita, se prepara para a chegada de seu noivo, seu amado.
O Advento começa às vésperas do Domingo mais próximo do dia 30 de Novembro e vai até as primeiras vésperas do Natal de Jesus contando quatro domingos.
Esse tempo possui duas características: Nas duas primeiras semanas, a nossa expectativa se volta para a segunda vinda definitiva e gloriosa de Jesus Cristo, Salvador e Senhor da história, no final dos tempos. As duas últimas semanas, dos dias 17 a 24 de Dezembro, visam em especial, a preparação para a celebração do Natal, a primeira vinda de Jesus entre nós. Por isto, o Tempo do Advento é um tempo de piedosa e alegre expectativa. 


As 4 velas do advento

1º Domingo do Advento - Acende-se a PRIMEIRA VELA
 A luz nascente nos conclama a refletir e aprofundar a proximidade do Natal, onde Cristo, Salvador e Luz do mundo brilhará para a humanidade. Lembra ainda o perdão concedido a Adão e Eva. A cor roxa nos recorda nossa atitude de vigilância diante da abertura e espera do Senhor que virá.


2º Domingo do Advento - Acende-se a SEGUNDA VELA
 A segunda vela acesa nos convida ao desejo de conversão, arrependimento dos nossos pecados e também o compromisso de prepararmos, assim como São João Batista, o caminho do Senhor que virá. Esta vela lembra ainda a fé dos patriarcas e de São João Batista, que anuncia a salvação para todos os povos.

3º Domingo do Advento - Acende-se a TERCEIRA VELA 
 A terceira vela acesa nos convida à alegria e ao júbilo pela aproximação da chegada de Jesus. A cor litúrgica de hoje, o rosa, indica justamente o Domingo da Alegria, ou o Domingo Gaudette, onde transborda nosso coração de alegria pela proximidade da chegada do Senhor. Esta vela lembra ainda a alegria celebrada pelo rei Davi e sua promessa que, agora, está se cumprindo em Maria.


4º Domingo do Advento - Acende-se a QUARTA VELA
 A quarta vela marca os passos de preparação para acolher o Salvador, nossa expectativa da chegada definitiva da Luz ao mundo. Simboliza ainda nossa fé em Jesus Cristo, que ilumina todo homem que vêm a este mundo e também os ensinamentos dos profetas, que anunciaram a chegada do Salvador. 

A coroa de advento

Origem: A Coroa de Advento tem a sua origem em uma tradição pagã européia. No inverno, se acendiam algumas velas que representavam o “fogo do deus sol”. Tinham a esperança de que a sua luz e o seu calor voltasse. Os primeiros missionários aproveitaram esta tradição para evangelizar as pessoas. Partiam de seus próprios costumes para anunciar-lhes a fé. Assim, a coroa está formada por uma grande quantidade de símbolos:
A forma circular

O círculo não tem princípio, nem fim. É sinal do amor de Deus que é eterno, sem princípio e nem fim, e também do nosso amor a Deus e ao próximo que nunca deve terminar. Além disso, o círculo dá uma idéia de “elo”, de união entre Deus e as pessoas, como uma grande “Aliança”.


As ramas verdes

Verde é a cor da esperança e da vida. Deus quer que esperemos a sua graça, o seu perdão misericordioso e a glória da vida eterna no final de nossa vida. Bênçãos que nos foram derramadas pelo Senhor Jesus, em sua primeira vinda entre nós, e que agora, com esperança renovada, aguardamos a sua consumação, na sua segunda e definitiva volta. O ramos dos pinheiros permanecem verdes apesar dos rigorosos invernos, assim como os cristãos devem manter fé e a esparança apesar das tribulações da vida.


A fita vermelha

A fita e o laço vermelho que envolvem a grinalda simbolizam o Amor de Deus ou o próprio Espírito Santo a embalar toda criação que é remida com a chegada de Jesus.


As bolas

As bolas simbolizam os frutos do Espírito Santo que brotam no coração de cada cristão.


As quatro velas

As quatro velas da coroa simbolizam, cada uma delas, uma das quatro semanas do Advento. No início, vemos nossa coroa sem luz e sem brilho. Nos recorda a experiência de escuridão do pecado. A medida em que se vai aproximando o Natal, vamos ao passo das semanas do Advento, acendendo uma a uma as quatro velas representando assim a chegada, em meio de nós, do Senhor Jesus, luz do mundo, quem dissipa toda escuridão, trazendo aos nossos corações a reconciliação tão esperada. A primeira vela lembra o perdão concedido a Adão e Eva. A segunda simboliza a fé de Abraão e dos outros Patriarcas, a quem foi anunciada a Terra Prometida. A terceira lembra a alegria do rei Davi que recebeu de Deus a promessa de uma aliança eterna. A quarta recorda os Profetas que anunciaram a chegada do Salvador.



FONTE:http://cura-espiritual.blogspot.com/

Quando começarem a acontecer estas coisas, reanimai-vos e levantai as vossas cabeças; porque se aproxima a vossa libertação.

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Quando começarem a acontecer estas coisas, reanimai-vos e levantai as vossas cabeças; porque se aproxima a vossa libertação.


Evangelho (Lucas 21,20-28)

Aleluia, aleluia, aleluia.
Levantai vossa cabeça e olhai, pois a vossa redenção se aproxima! (Lc 21,28).

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas.
20 Disse Jesus: Quando virdes que Jerusalém foi sitiada por exércitos, então sabereis que está próxima a sua ruína.
21 Os que então se acharem na Judéia fujam para os montes; os que estiverem dentro da cidade retirem-se; os que estiverem nos campos não entrem na cidade.
22 Porque estes serão dias de castigo, para que se cumpra tudo o que está escrito.
23 Ai das mulheres que, naqueles dias, estiverem grávidas ou amamentando, pois haverá grande angústia na terra e grande ira contra o povo.
24 Cairão ao fio de espada e serão levados cativos para todas as nações, e Jerusalém será pisada pelos pagãos, até se completarem os tempos das nações pagãs.
25 Haverá sinais no sol, na lua e nas estrelas. Na terra a aflição e a angústia apoderar-se-ão das nações pelo bramido do mar e das ondas.
26 Os homens definharão de medo, na expectativa dos males que devem sobrevir a toda a terra. As próprias forças dos céus serão abaladas.
27 Então verão o Filho do Homem vir sobre uma nuvem com grande glória e majestade.
28 Quando começarem a acontecer estas coisas, reanimai-vos e levantai as vossas cabeças; porque se aproxima a vossa libertação.
Palavra da Salvação.
Comentário ao Evangelho

LEVANTEM A CABEÇA!

Na Bíblia, a destruição de certas cidades é apresentada como lição para a humanidade. A ruína de Sodoma e Gomorra simboliza o fim da maldade humana. A queda da Samaria representa o castigo da cidade que trocou Deus pelos ídolos e se deixou contaminar pela injustiça. A queda de Nínive e da Babilônia foram celebradas como o fim de impérios prepotentes, cuja ação nefasta foi causa de sofrimento e morte para muitos povos.
A devastação de Jerusalém foi, também, marcada de simbolismo. Cidade de grande evocação teológica - lugar da habitação de Deus no meio de seu povo - converteu-se em cidade assassinada dos profetas, surda aos apelos dos enviados. Para os cristãos, caracterizou-se como cidade assassina do Filho de Deus, o qual tentou, inutilmente, chamá-la à conversão. Tendo perdido sua razão de ser, só lhe restava ser votada à destruição.
Ao mesmo tempo em que fala dessa destruição, Jesus abre o coração dos discípulos para a esperança. Por um lado, fala-se em grandes calamidades no país: flagelos, morte, exílio, ruína. Por outro, alude-se ao Filho do Homem "vindo sobre as nuvens, com grande poder e glória". O fim de Jerusalém corresponde ao início de uma realidade nova, à libertação que se aproxima.
Portanto, os discípulos têm motivos para se conservarem esperançosos, banindo todo temor. A proximidade da libertação é motivo de alegria!

Oração
Espírito de alegre esperança, que a perspectiva do fim seja, para mim razão de confiar e esperar no Senhor que veio para nos trazer a libertação.

(O comentário do Evangelho é feito pelo Pe. Jaldemir Vitório – Jesuíta, Doutor em Exegese Bíblica, Professor da FAJE

fonte:http://celeirodavida.blogspot.com/2010/11/quando-comecarem-acontecer-estas-coisas.html