terça-feira, 21 de setembro de 2010

O Halleluya Quero Mais é um Seminário de Vida no Espírito Santo

O Halleluya Quero Mais é um Seminário de Vida no Espírito Santo que dá continuidade a grande graça que Deus realizou nas vidas dos participantes do Halleluya. Este seminário acontecerá no Centro de Evangelização Shalom, neste fim de semana (sábado, dia 25 a partir dàs 14h e domingo a partir dàs 8h) e é aberto para qualquer pessoa que deseja mergulhar ainda mais profundamente no Amor de Deus.
Não é necessário inscrição ou pagamento de qualquer taxa, basta comparecer de coração aberto. Segue o endereço e telefone do Centro de Evagelização Shalom: Av. Colares Moreira, casa 01 Qd. 19. - Calhau ~ (98)32274814

SHOW DE CELINA BORGES EM Buriticupu


SHOW DE CELINA BORGES EM Buriticupu

Acontecerá Nesse dia 25 de setembro na Cidade de Buriticupu - MA, com o Show uma cantora católica Celina Borges em Comemoração 
ao Jubileu de 20 anos.
Realização Paróquia Santa Rita de Cássia e São Francisco de Assis, Cobertura do site Maranhão Católico.

fonte: site Maranhão católico


segunda-feira, 20 de setembro de 2010

O SENTIDO E O SIGNIFICADO DAS CHAGAS DE SÃO FRANCISCO












Mais do que desvendar o caráter histórico das Chagas de São Francisco, importa refletir sobre a experiência de vida que se esconde sobre este fato. O que significa a expressão de Celano "levava a cruz enraizada em seu coração"? O que isso significou para o próprio Francisco? Há um significado para nós hoje, naquilo que com ele ocorreu?



Um erro comum é o de ver São Francisco como uma figura acabada, pronta, sem olhar para a caminhada que ele fez até chegar à semelhança perfeita (configuração) com o Cristo. O que ocorreu no Monte Alverne é o cume de toda uma vida, de uma busca incessante de Francisco em "seguir as pegadas de Jesus Cristo". Francisco lançou-se numa aventura, sem tréguas, na qual deu tudo de si: a vontade, a inteligência e o amor. As chagas significam que Deus é Senhor de sua vida. Deus encontrou nele a plena abertura e a máxima liberdade para sua presença.



O segundo significado das chagas é o de que Deus não é alienação para o ser humano, ao contrário, é sua plena realização e salvação. Colocando-se como centro da própria vida é que o homem se aliena e se destrói; torna-se absurdo para si mesmo no fechamento do seu 'ego'. O homem só encontra sua verdadeira identidade, sua própria consistência e o sentido de sua existência em Deus. E Francisco fez esta descoberta: Jesus Cristo foi crucificado em razão de seu amor pela humanidade - "amou-os até o fim" - , e ele percorre este mesmo caminho.




O terceiro significado: as chagas expressam que a vivência concreta do amor deixa marcas. A exemplo de Cristo, Francisco quis suportar/carregar e amar os irmãos para além do bem e do mal (amor incondicional). Essa atitude o levou a respeitar e acolher o 'negativo' dos outros mantendo a fraternidade apesar das divisões. Esse acolher e integrar o negativo da vida é a única forma de vencer o 'diabólico', rompendo com o farisaísmo e a autosuficiência, aniquilando o mal na própria carne. Só assim, o homem é de fato livre, porque não apenas suporta, mas ama e abraça o negativo que está em si e nos outros.



O quarto significado: seguir o Cristo implica em morrer um pouco a cada dia: "Quem quiser ser meu discípulo, tome a sua cruz a cada dia e me siga" (Lc 9,23). Não vivemos num mundo que queremos, mas naquele que nos é imposto. Não fazemos tudo o que desejamos, mas aquilo que é possível e permitido. Somos chamados a viver alegremente mesmo com aquilo que nos incomoda, vencendo-se a si mesmo e integrando o 'negativo', de modo que ele seja superado. Nós seremos nós mesmos na mesma medida em que formos capazes de assumir nossa cruz. As chagas de São Francisco são as chagas de Cristo, e elas nos desafiam: ninguém pode conservar-se neutro, sem resposta diante da vida.



São Francisco não contentou-se em unicamente seguir o Cristo. No seu encantamento com a pessoa do Filho de Deus, assemelhou-se e configurou-se com Ele. Este seu modo de viver está expresso na "perfeita alegria", tema central da espiritualidade franciscana: "Acima de todos os dons e graças do Espírito Santo, está o de vencer-se a si mesmo, porque dos todos outros dons não podemos nos gloriar, mas na cruz da tribulação de cada sofrimento nós podemos nos gloriar porque isso é nosso".

CÍRIO DE NAZARÉ - SÃO LUÍS - COHATRAC - 30 / 09 À 10 / 10

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Bento XVI aceita renúncia do bispo auxiliar de São Luís


Bento XVI aceita renúncia do bispo auxiliar de São Luís

O papa Bento XVI aceitou, nesta quarta-feira, 15, a renúncia do bispo auxiliar da arquidiocese de São Luís do Maranhão, dom Geraldo Dantas de Andrade por causa da idade, conforme o cânon 401 § 1º. Dom Geraldo completa 79 anos no próximo dia 29.

Natural do Rio de Janeiro, dom Geraldo foi ordenado padre pela Congregação do Sagrado Coração de Jesus (SCJ) em 18 de dezembro de 1957, em Taubaté (SP). Nomeado bispo auxiliar de São Luís no dia 18 de fevereiro de 1998, foi ordenado dois meses depois, no dia 18 de abril.

Dentre as atividades como bispo, dom Geraldo foi vigário geral da arquidiocese de São Luís e reitor do Seminário Interdiocesano do Regional Nordeste 5 da CNBB (Maranhão). Seu lema episcopal é “Sei em quem acreditei”.

A CNBB, por meio de sua assessoria de imprensa, agradece a dom Geraldo todo o trabalho junto à arquidiocese de São Luís e deseja que ele, agora emérito, continue enriquecendo a Igreja no Brasil e a Conferência dos Bispos com seu serviço e seus dons.


Festejo de São José de Ribamar 2010

Festejo de São José de Ribamar 2010

Tema: José, justo e santo, esposo de Maria, pai adotivo de Jesus.
Lema: A Família de Nazaré abraçou o projeto de Deus.
O Santuário de São José de Ribamar tem a grata satisfação de convidar vocÊê e sua família para participar do Festejo de São José de Ribamar 2010.

Durante o nosso festejo, meditaremos sobre a família de Nazaré, enquanto família que abraçou o projeto salvífico de Deus, em Jesus. O Filho de Deus, quando enviado pelo Pai, com a força do Espírito Santo, para salvar a humanidade, quis nascer no seio de uma família humana. José e Maria foram convidados por Deus através do anjo Gabriel e deram o seu sim, um sim incondicional e definitivo (cf. Lc 1,35; Mt 1,20).
Para que este festejo seja um grande momento de crescimento na fé, na espiritualidade cristã familiar, espiritualidade do nosso Santuário de São José, contamos com a sua valiosa presença e participação.

Festividades em Louvor ao Padroeiro - Araruama - Arquidiocese Niterói -RJ


15/09 - 19h: Abertura da Novena
24/09 - Sexta-feira
21h: Forró com Giovane dos Teclados
23h: Show  com  MONOBLOCO
01h: Show com BANDA NOVO ESTILO
25/09 - Sábado
16h: MICARETA
21h: Show Católico com BANDA CHAMA DO ESPÍRITO
23h: Show com BANDA SAMBRA PRA GENTE
01h: Show com BANDA PAGO PRA VER
26/09 - Domingo - Solenidade de São Vicente de Paulo
6h: Alvorada
8h: 2º Corrida Rústica (Inscrições na secretaria paroquial
ou pelo site da paróquia)
9h: Desfile Escolar
12h: Almoço no Ciep 384
18h: Procissão
19h: Missa Solene na Igreja Matriz de São Vicente
21h: Show Católico com BANDA TRINDADE ETERNA
21h: Show com JUCEIR Jr.

VENHA E TRAGA SUA FAMÍLIA!!

fonte:http://www.paroquiasvp.com.br/

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

CURSO BÍBLIA E ECONOMIA - 18 À 25 DE SETEMBRO EM SÃO LUÍS

Aprofunde-se na enriquecedora espiritualidade da 

Leitura Orante. Ela estimula experiência de vida e 

fortalece a evangelização.



Assessora: Marta Bispo e Equipe do CEBI
Público-alvo: religiosos, seminaristas, educadores, estudantes, agentes de pastorais, catequistas, Equipe de acolhimento, Equipe de Liturgia e interessados.

Data
18 e 25 de setembro
Horáriodas 8h45 às 12h 
Taxa 
R$ 15,00

Local: Paulinas Livraria - Rua de Santana, 499 - Centro - CEP 65015-440 - São Luis - MA
Informações e inscrições: (98) 3232-3068 ou 3232-2662 e-mail: promosaoluis@paulinas.com.br



Aceite a orientação do Senhor

Aceite a orientação do Senhor


Quando alguma coisa te for dificultosa em juízo, entre sangue e sangue, entre demanda e demanda, entre ferida e ferida, em negócios de pendências nas tuas portas, então, te levantarás e subirás ao lugar que escolher o SENHOR, teu Deus (Deuteronômio 17.8). Andar com Deus é caminhar confiando nEle. Nunca devemos achar que a direção do Altíssimo é fraca e sem importância, pois Ele é perfeito, e perfeitas são todas as Suas obras. Não há problema para o qual o Senhor não dê solução ou nos aponte a saída. É impossível andar com Deus se não houver confiança total nEle. Quando O buscamos para a resolução de algum caso, a cura de um mal ou a direção necessária, devemos confiar no fato de que, em seguida, Ele já está respondendo à nossa oração. Comete um erro a pessoa que se considera sábia aos próprios olhos. Muitos oram pedindo ajuda e, ao ouvirem a pregação da Palavra ou ler a Bíblia, recebem em seu coração certa direção, a qual, muitas vezes, parece que não está de acordo com o que foi pedido. Então, decidem descartar a revelação que receberam, pois “perceberam” que não era aquilo que precisavam ouvir. Já escutamos histórias bonitas a respeito de pessoas que resolveram pesquisar coisas simples e descobriram a cura para muitas doenças. Achar que a orientação recebida não tem a ver com o pedido é considerar-se mais sábio do que o Senhor. Não há instrumento que o homem finito possa criar para medir a capacidade de Deus, pois Seu poder ultrapassa qualquer aferição (Salmo 147.5). Prova disso é que bastou Moisés lançar um lenho nas águas amargas para que, por um milagre divino, elas se tornassem potáveis (Êxodo 15.23-25). Se, conforme esse servo dos tempos bíblicos, também nos dirigirmos ao Altíssimo e pedirmos Sua orientação, podemos estar certos de que ela virá, pois Ele responde ao clamor do Seu povo (Salmo 18.6). A direção recebida deve ser aceita e investigada. Ao meditar no que Ele nos fala, virá o entendimento que trará a solução ou indicará o caminho a tomar. O Senhor responde a toda oração feita com fé em Nome de Jesus. Então, a saída é crer. Como lemos no versículo inicial desta mensagem, o povo de Deus, quando se encontrava em um sério problema – que exigisse uma resposta complicada para o homem –, era orientado a subir ao local que o Altíssimo escolhesse. Ainda hoje, essa instrução deve ser seguida. Não fique longe de Deus. Ore, busque e sirva ao Senhor, mas creia no que Ele revela. Agindo assim, você irá servir-se de bênçãos (Hebreus 11.6).

FONTE ; BLOG CURA ESPIRITUAL

KAIRÓS 19/09/2010

terça-feira, 14 de setembro de 2010

O poder do perdão

O poder do perdão

O pequeno Zeca entra em casa, após a aula, batendo forte os seus pés no assoalho da casa.
Seu pai, que estava indo para o quintal para fazer alguns serviços na horta, ao ver aquilo chama o menino para uma conversa.
Zeca, de oito anos de idade, o acompanha desconfiado.
Antes que seu pai dissesse alguma coisa, fala irritado:
- Pai, estou com muita raiva. O Juca não deveria ter feito aquilo comigo.Desejo tudo de ruim para ele.
Seu pai, um homem simples mas cheio de sabedoria, escuta calmamente o filho que continua a reclamar:
- O Juca me humilhou na frente dos meus amigos. Não aceito. Gostaria que ele ficasse doente sem poder ir à escola.
O pai escuta tudo calado enquanto caminha até um abrigo onde guardava um saco cheio de carvão.
Levou o saco até o fundo do quintal e o menino o acompanhou, calado.
Zeca vê o saco ser aberto e antes mesmo que ele pudesse fazer uma pergunta, o pai lhe propõe algo:
- Filho, faz de conta que aquela camisa branquinha que está secando no varal é o seu amiguinho Juca e cada pedaço de carvão é um mau pensamento seu, endereçado a ele. Quero que você jogue todo o carvão do saco na camisa, até o último pedaço.Depois eu volto para ver como ficou.
O menino achou que seria uma brincadeira divertida e passou mãos à obra. O varal com a camisa estava longe do menino e poucos pedaços acertavam o alvo.
Uma hora se passou e o menino terminou a tarefa.
O pai que espiava tudo de longe, se aproxima do menino e lhe pergunta:
- Filho como está se sentindo agora?
- Estou cansado mas estou alegre porque acertei muitos pedaços de carvão na camisa.
O pai olha para o menino, que fica sem entender a razão daquela brincadeira, e carinhoso lhe fala:
- Venha comigo até o meu quarto, quero lhe mostrar uma coisa.
O filho acompanha o pai até o quarto e é colocado na frente de um grande espelho onde pode ver seu corpo todo.
Que susto! Zeca só conseguia enxergar seus dentes e os olhinhos.
O pai, então lhe diz ternamente:
- Filho, você viu que a camisa quase não se sujou; mas, olhe só para você. O mau que desejamos aos outros é como o que lhe aconteceu. Por mais que possamos atrapalhar a vida de alguém com nossos pensamentos, a borra, os resíduos, a fuligem ficam sempre em nós mesmos.

Cuidado com seus pensamentos, eles se transformam em palavras;
 
Cuidado com suas palavras, elas se transformam em ações;
Cuidado com suas ações, elas se transformam em hábitos;
Cuidado com seus hábitos, eles moldam o seu caráter;
Cuidado com seu caráter, ele controla o seu destino.

FONTE: BLOG CURA ESPIRITUAL

FESTEJO DE BEM-AVENTURADO INOCÊNCIO DE BERZO -19 À 28/09








segunda-feira, 13 de setembro de 2010

ação social - voluntários- são Luís ,dia 16/10 -crianças soro-positivas

Vem aí a 25ª Ação Social da Comunidade "Voluntários - São Luis", dia 16/10, na casa que atende crianças soro-positivas. Precisamos arrecadar 150 brinquedos. Ajudem-nos nessa grande mobilização!! Link da comunidade para maiores informações:http://www.orkut.com.br/Main#C
ommunity?cmm=1667158


telefone pra quem quizer ajudar:(98)9976-4863

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

ANUNCIA-ME RIO


Sacramento da Reconciliação

Sacramento da Reconciliação( SITE DA PARÓQUIA)

Amado paroquiano(a), muitas vezes quando vamos confessar não sabemos o que dizer e nem temos critérios para fazer um bom exame de consciência. Baseado em um folheto disponivel na Igreja do Carmo, estamos disponibilizando essa valiosa ajuda para os corações desejosos de reconciliar-se com o Pai.

INTRODUÇÃO
RECEBER O PERDÃO PARA TER FORÇA DE MUDAR
ORAÇÃO
EXAME DE CONSCIÊNCIA
NA VIDA FAMILIAR
MINHA VIDA COM DEUS
MINHA VIDA PESSOAL
MEU COMPROMISSO SOCIAL
MINHA VIDA COM O PRÓXIMO
RITO DA CONFISSÃO
Prezado(a) irmão(a), já ouviste perguntas como estas:
  • Por que devo confessar-me?
  • Não poderia fazê-lo diretamente com Deus, que conhece melhor que ninguém a pessoa humana?
  • Por que falar das minhas coisas íntimas, especialmente daquelas de que eu tenho vergonha a alguém que é pecador como eu, e talvez não compreende meus problemas, minhas experiências?
  • O pecado existe ou é invenção dos padres?
A esta última pergunta pode-se responder logo: o pecado existe, e não somente é mau, mas faz mal. Basta ver os acontecimentos que diariamente ocorre no mundo: violência, guerras, injustiças, egoísmo, ciúmes, vinganças,... faz mal a quem o pratica e a muitas pessoas.
Quem crê no amor de Deus, percebe que o pecado é um amor voltado para os interesses pessoais. Este não é o amor que Deus ensina na sua lei, nas suas palavras. Fé é crer e viver o que Deus ensina para o bem de todos sem nenhuma distinção. Quando não vivemos e não colaboramos nisso,  estamos no pecado, por isso devemos confessar-nos.
RECEBER O PERDÃO PARA TER FORÇA DE MUDAR.
A minha vida cristã não é a aplicação de uma lei que devo obedecer por medo de castigo. É um encontro e confronto com Jesus Cristo, morto e ressuscitado para me livrar do pecado. O sacramento da reconciliação, ou confissão, é pedir perdão das feridas que causei à amizade com Deus Pai, na pessoa de Jesus e dos irmãos.
Quando encontro Jesus Cristo no sacramento da reconciliação:
  • Ele me comunica o seu amor misericordioso, o seu desejo de doar-me o perdão do Pai, sua vontade de ajudar-me  a melhorar a minha vida.
  • Por outro lado, eu lhe comunico o meu desgosto por ter machucado (diminuído) a nossa amizade por palavras, atos e omissões.
ORAÇÃO
Ó Deus Nosso Pai, que manifestaste o teu amor e a tua misericórdia, principalmente no sacramento do perdão, concede-me o Espírito de verdade para que eu possa reconhecer os meus pecados e confessá-los com humildade. Perdoa-me se, alguma vez, me entreguei passivamente ao pecado, e doa-me um coração atento para não ficar surdo aos apelos do Evangelho e da minha consciência, do meu conhecimento e da presença dos outros, para, servir na alegria e na paz. Amém.
EXAME DE CONSCIÊNCIA
O exame de consciência é o primeiro passo para a nossa conversão; é romper com o nosso egoísmo; é a sinceridade livre de qualquer engano, diante de Deus e de nós mesmo; é o desejo de querer voltar à luz, depois das trevas do pecado. O que propomos é um simples roteiro para verificar a nossa vida e para descobrir melhor a beleza da nossa vocação humana e cristã
NA VIDA FAMILIAR
  • Os meus pais (ou filhos) podem confiar em mim? Eu os ajudo? Rezo por eles? Sou aberto, disponível ao diálogo, paciente, obediente?
  • Colaboro para o bem da família, ou faço valer os meus direitos e o meu egoísmo?
  • Procuro proporcionar um clima sereno e alegre, ou descarrego sobre os outros as minhas tensões e raivas?
  • Procuro ajudar, fazer crescer a minha família conforme a vontade de Deus?
  • Rezei com a minha família? Falo de Deus aos meus filhos ou pelo meu comportamento e o meu linguajar os afastei de Deus?
  • Sempre acolhi bem a nova vida que ia nascer? Qual o meu comportamento com os idosos?
  • Cheguei a trair só com pensamente e coração meu marido, minha mulher, a minha namorada?
MINHA VIDA COM DEUS
A fé é uma graça de Deus pela qual devemos agradecer, mas é também dom que deve ser acolhido, preservado e defendido, fazê-lo crescer sempre mais dentro de nós.
  • Dedico um pouco de tempo para refletir sobre o significado de ser cristão (dizer sim a Deus), em família, no trabalho, diante dos problemas da sociedade?
  • O que eu faço para conhecer melhor Jesus Cristo?
  • Lei alguma vez o Evangelho?
  • Participo da missa nos domingos e dias santos para testemunhar a minha fé, encontrando os irmãos, para escutar a Palavra do Senhor e receber o seu Corpo?
  • Recebo conscientemente e sem superficialidade o sacramento da Penitência e da Eucaristia?
  • Vivo o domingo como O DIA DO SENHOR, u deixo-me levar pelo trabalho escravizante para um lazer demasiado?
  • Acusei, julguei Deus porque as coisas não andaram como eu queira, não acolhendo com confiança a Sua vontade?
  • Dedico, cada dia, um pouco do meu tempo a oração pessoal, para aproximar o meu encontro com Deus, entregando-me a Ele
  • Rezo somente quando preciso, para pedir ajuda, ou agradeço sempre ao Senhor por tantas graças e sinais que sempre me concede por amor?
  • Sinto a necessidade, algumas vezes, de parar demoradamente nas orações, para não me deixar afogar demasiadamente nas preocupações da vida?
  • Rezo com a minha família, agradeço sempre ao Nosso Senhor pela Saúde, o alimente e meus filhos?
MINHA VIDA PESSOAL
  • Aceito meus limites e defeitos e confio em Nosso Senhor para que me ajude e me cure?
  • Eu soube conduzir com inteligência e prudência os meus pensamentos, ou deixei-me dominar pelas minhas fantasias sexuais, pelos meus desejos, e pelas minhas ações?
  • Vulgarizei a sexualidade com uma linguagem banal, vendo filmes, ou lendo revistas e jornais inconvenientes.
  • Tenho cuidado, sou responsável com as coisas e lugares a mim confiados?
  • Sei aceitar as críticas com humildade, admitindo os meus erros, ou sou soberbo, arrogante com  os que me corrigem?
MEU COMPROMISSO SOCIAL
  • Esforcei-me em dar a minha melhor colaboração no trabalho, ou fui preguiçoso, indolente e irresponsável?
  • Esforcei-me conforme as minhas possibilidades, para favorecer o bem comum ou colaborei na injustiça e na corrupção?
  • Cumpri o meu dever com quem precisava da minha ajuda? Aceitei as promoções a favor dos pobres, os de perto e os de longe, ou fiquei indiferente?
MEU COMPROMISSO COM A IGREJA
  • Estou convicto de pertencer à Igreja, (família dos filhos de Deus)?
  • Participo da vida da minha comunidade paroquial, colocando à disposição um pouco do meu tempo e as minhas capacidades?
  • Sinto amor para com a minha comunidade, aceito as iniciativas de formação e de caridade incentivadas pela paróquia? Rezo pelas vocações sacerdotais, religiosas e leigas?
  • Critiquei com maldade o pároco e os leigos que trabalham na paróquia? Rezei pelos pastores da Igreja: Papa, Bispo, Sacerdotes, Religiosas e Leigos.
MINHA VIDA COM O PRÓXIMO
Eu vos dou um novo mandamento, que vos amei uns aos outros, como eu vos amei. Assim também vós deveis amar-vos uns aos outros (Jo 13,34)
  • Os meus sentimentos sempre foram voltados para o bem do próximo, ajudei nas dificuldades a que precisava? Ou fui intransigente, egoísta, ciumento, prepotente?
  • Insultei, ofendi, caluniei alguém? Tive vontade de vingar-me?
  • Sou invejoso das coisas alheias ou do que aos fazem?
  • Ajudo as pessoas necessitadas ou esbanjo dinheiro em coisas inúteis em caprichos pessoais?

RITO DA CONFISSÃO
Você tomou consciência dos seus pecados e suas misérias; agora, na esperança, vá e confie a Cristo e à Igreja, representada no sacerdote, as suas faltas e aceite com alegria e amizade o perdão de Deus.
Sacerdote: - Em nome do Pai, do filho, e do Espírito Santo. Amém.
Sacerdote: - O Senhor esteja no teu coração e nas tuas palavras para que tu possas confessar bem os teus pecados.
(O penitente começa dizendo o tempo da sua última confissão e os seus pecados. O sacerdote, após os adequados conselhos, convida o penitente ao arrependimento.)
Ato de Contrição
O sacerdote pronuncia a fórmula de absolvição.

TERÇOS E SANTINHOS PARA IMPRIMIR DIVERSOS I


















SIMPLICIDADE

Simplicidade






Era ele tão simples que nasceu sem a proteção das paredes domésticas.
Não encontrou senão alguns homens iletrados
e rudes que lhe apoiaram o trabalho na construção da obra imensa.
Ensinava as revelações do Céu nas praias
e nos campos, quando não estivesse em
casas e barcos emprestados.
Conversou com mulheres anônimas
e algumas crianças esquecidas.
Todos os infelizes se lhe fizeram
a grande família...


Valorizava a amizade, com tanto devotamento, que chorou por um amigo morto.
Alimentou os que tinham fome.
Restaurou os doentes e defendeu todos aqueles que se vissem humilhados pela injustiça.
Aconselhou o respeito para com as
autoridades do mundo e a obediência
perante as leis de Deus.
Pregou sempre o amor e a concórdia a solidariedade e o perdão, a paciência e a alegria.
Mas porque se abstivesse de partilhar o carro das vantagens terrestres, foi conduzido
à cruz e a morte dele passou como sendo
a de um malfeitor.
Entretanto, desde o extremo sacrifício, transformou-se no símbolo da paz
e renovação para o mundo inteiro.
Esse herói da simplicidade tem o nome de Jesus Cristo, seu poder cresce com os séculos
e a sua mensagem, ainda hoje quanto sempre,
é a esperança dos povos e a luz das nações.

FONTE: EXÉRCITO CATÓLICO